Início / Policiais / Casal que chefia o tráfico é preso em S. J. da Boa Vista
Objetos e entorpecentes apreendidos

Casal que chefia o tráfico é preso em S. J. da Boa Vista

Um casal suspeito de comandar o tráfico de drogas em São João da Boa Vista e outro homem, que seria o ‘braço direito’ da dupla, foram presos em flagrante no Condomínio Professor Cavalcanti – conhecido popularmente como ‘Predinhos do Xingu’-, localizado na rua Graziela Vasconcelos de Godoy, no bairro Nova República, na manhã de quinta-feira, dia 14.

As prisões aconteceram em decorrência da megaoperação Asfixia, desencadeada para coibir a prática de tráfico e associação para tráfico de drogas na cidade. Também houve duas conduções coercitivas e as apreensões de 24 pedras de crack, 23 g de maconha, 7 g de cocaína, celulares, um aparelho DVD, além de pequena quantia em dinheiro. A força-tarefa especial foi deflagrada no local, já que tem sido alvo constante de investigações e intervenções diárias, tanto pelas polícias Civil e Militar, quanto pelo Ministério Público.

Segundo a Polícia Civil, o casal DBRCJ e JCS foi identificado pela investigação como comandantes do tráfico no local e presos juntamente com o ‘braço direito’ deles, LFFS. A Operação Asfixia foi uma ação conjunta das polícias Civil e Militar, Ministério Público, Guarda Civil Municipal de Mogi Mirim, além de agentes da Prefeitura de São João, que recolheram lixo e entulho do local. Na ação, 22 policiais civis foram destacados em sete viaturas caracterizadas, incluindo os delegados Fabiano Antunes de Almeida e Luciano Pires Galetti; dois promotores de Justiça, sendo Nelson De Barros O’reilly Filho e Gustavo Trincado; 20 policiais militares em seis viaturas caracterizadas, comandados pelo capitão Danilo de Carvalho Adair, comandante da 1ª Cia. do 24º BPM/I (Batalhão de Polícia militar do Interior); quatro guardas-civis do Canil da GCM de Mogi Mirim, com uma viatura caracterizada e dois cães farejadores; e quatro agentes da prefeitura para realização de ações de fiscalização e limpeza.

Os três presos foram encaminhados para a CPJ (Central de Polícia Judiciária), ouvidos e presos em flagrante por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico de drogas. Levados à Cadeia Pública local, ficaram à disposição da Justiça.

 

Confira também

Seis em cada dez brasileiros não se preparam para aposentadoria, revela pesquisa

O aumento da expectativa de vida do brasileiro impõe desafios, principalmente porque a maioria ainda ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *