domingo , 22 setembro 2019
Início / Cidade / Procon: Vivo e Claro lideram as queixas dos consumidores
Gislaine Sampaio, ao fundo, e funcionárias do Procon de São José: Claro enviou ouvidora à cidade

Procon: Vivo e Claro lideram as queixas dos consumidores

Maioria das queixas é resolvida administrativamente, diz a responsável pelo órgão

 O Procon de São José do Rio Pardo, que agora funciona no prédio da FEUC no centro da cidade (mesmo não tendo placa de identificação), continua recebendo muita reclamação contra o serviço de telefonia, fixa e móvel. Marcas de empresas tradicionais como a Vivo e a Claro são as campeãs de queixas dos consumidores.

Gislaine Fagundes Sampaio, responsável pelo serviço no município, confirmou ao jornal: as principais reclamações contra problemas na telefonia fixa em São José do Rio Pardo estão voltadas para a Vivo e contra a telefonia móvel, para a Claro – vindo depois a Vivo, Tim e Oi, pela ordem.  Na maioria dos casos, porém, assim que o Procon abre um procedimento, essas empresas procuram sanar os problemas denunciados.

“Eles sempre respondem e tentam responder o problema administrativamente. Então, se a gente consegue resolver aqui no nosso órgão administrativo, ótimo. Se não, a gente faz o encaminhamento e resolve lá no Sejusc (*)”, prosseguiu.

Problemas no poste

Gislaine diz que, na telefonia fixa, o que mais está ocorrendo é denúncia de telefone mudo – o morador não faz, nem recebe chamada. Neste caso, segundo ela, o que a empresa tem constatado depois de avisada sobre o problema é que há problemas externos, no poste. Um funcionário da Vivo disse ao jornal que isso acontece por conta de raios que caem nas proximidades ou mesmo por ataques de pássaros nos fios telefônicos, especialmente maritacas.

“Quanto ao telefone móvel, a maioria dos problemas é por planos que não são contratados. O pessoal não contrata o plano e, quando vê, vem a conta por aquilo que não foi contratado, especialmente o ‘prezão’. Mas a pessoa vem aqui e a gente faz o possível para tentar resolver. Geralmente a telefonia móvel a gente consegue resolver de forma administrativa”, prosseguiu.

Ouvidoria da Claro

Gislaine recordou que na semana passada teve uma reunião com uma funcionária chamada Vanessa, do setor da Ouvidoria da Claro, que veio a São José do Rio Pardo para contato com o Procon. Vanessa lhe disse que tem recebido muita reclamação, especialmente contra a Embratel (que é da Claro), pela inserção nos contratos de serviços não solicitados. Esses serviços são oferecidos, muitas vezes, por mensagens gravadas para as quais os consumidores dão o “OK” e acabam comprando plano indesejado.

Outras queixas

Outros serviços que, segundo Gislaine, têm gerado denúncias ou reclamações de consumidores são os de TV por assinatura. “Tem bastante reclamações, principalmente contra a empresa Sky”, confirmou. “Mas não é só nessa linha e sim qualquer problema que o consumidor se sentir lesado, pode procurar a gente”.

Sem placa

O endereço atual do Procon em São José do Rio Pardo é Rua Jorge Tibiriçá, 451, nas dependências da FEUC. O Procon Estadual ainda não colocou uma placa de identificação do lado externo do prédio da FEUC e, por isso, só há placa do Sebrae ali. O fone para tirar dúvidas é (19) 3682.7847, mas o atendimento tem que ser presencial e com os documentos pessoais em mãos.

(*) Sejusc – Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania.

Confira também

Seis alunos rio-pardenses estão entre os semifinalistas da EPTV

Projeto EPTV na Escola tem como tema para as redações deste ano, as fake news …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *