Início / Brasil & Mundo / “Vingadores: Ultimato” teve público de 600 pessoas por dia no cinema

“Vingadores: Ultimato” teve público de 600 pessoas por dia no cinema

“Todas as sessões nas duas primeiras semanas, sem exceção nenhuma, foram lotadas”, afirma gerente do Cine A

Segundo dados atualizados do Box Office, “Vingadores: Ultimato” acaba de alcançar US$ 2,5 bilhões em bilheteria mundial. Com a expectativa de conquistar o primeiro lugar no ranking, o filme continua perseguindo o recorde de Avatar, que conseguiu US$ 2,7 bilhões em 2009.

O longa metragem entrou na terceira semana de exibição no Brasil, e está no topo da bilheteria. Em São José do Rio Pardo não foi diferente. A Gazeta procurou o gerente do Cine A Rio Pardo, Gabriel Martins Catalano, para falar sobre o sucesso do filme na cidade.

“Nós nunca vimos nenhum tipo de filme aqui no Cine A que apresentou o sucesso que o “Vingadores :Ultimato” teve. Nós tivemos três sessões por dia de filmes, que estão rodando até hoje. Para ter uma ideia, todas as sessões nas duas primeiras semanas, sem exceção nenhuma, foram lotadas. Recebemos em média 600 pessoas por dia. Não teve nenhum filme que bateu esse tipo de público durante tanto tempo. As vezes acontece nos cinco primeiros dias, até na primeira semana, mas durante duas semanas seguidas, todas as sessões lotando, foi a primeira vez”, conta Gabriel.

Ingressos

“Com duas semanas de antecedência o pessoal já havia começado a comprar o ingresso para a pré – estreia, e faltando uma semana para lançar o filme já havia esgotado. Foram sete dias para vender 200 lugares”, relata.

Público

De acordo com o gerente, durante 14 dias o público foi de 600 pessoas por dia, o que resulta em 8.400 pessoas.

“Eu vejo que temos dois tipos de fãs. O fervoroso, que é aquele que acompanha quadrinhos, e tira base por ele para poder comparar com o filme. Aí eles falam que é diferente um do outro, mas não demonstraram em nenhum momento insatisfação com o filme. O outro tipo de fã é o que conhece só o universo cinematográfico, eles gostam muito, acham legal, e teve gente que saiu daqui chorando. Na verdade não foi só uma ou outra pessoa, muitas saíram chorando daqui. Foi muito interessante ver a reação de cada um. Isso desde as crianças até as pessoas mais velhas, tivemos um público na faixa etária de 40, 50 anos. Então temos fãs desde os mais novinhos, até os mais velhos, que acompanham esses 11 anos de Marvel”, prossegue.

Lançamentos

Gabriel falou sobre os filmes mais esperados do ano de 2019, com grande expectativa de público. “Teremos Aladdin daqui a duas semanas, que estreia dia 23 de maio, e provavelmente vai ser um filme que vai chamar bastante a atenção por ser uma adaptação. Mas eu ainda acho que não vai bater O rei leão, que estreia em julho. Homem Aranha: Longe de Casa, também promete ter um grande público. Star Wars que será lançado no final do ano, acredito que tenha uma boa bilheteria também, por ser o fim da trilogia. E teremos Toy Story 4, um filme muito esperado”.

Cinema

“Eu sinceramente acho que o pessoal deve começar a dar uma chance para o cinema. O conforto de casa sempre é bom, mas a experiência do cinema em uma tela grande, um som de qualidade, e o fato de você estar rodeado de pessoas que gostam do mesmo conteúdo, é muito importante. Vejo isso pelas pré- estreias. O pessoal vibra com a cena, torce. Seria muito legal as pessoas terem a oportunidade de sentir isso pelo menos uma vez. E acho que talvez a chance seja no ‘O Rei leão’. Vimos isso em 1994, e agora é a oportunidade do pessoal vir curtir o cinema com a gente. Muitas pessoas que vieram assistir Vingadores: Ultimato, disseram que era a primeira vez delas no cinema. Então as vezes por causa de uma bilheteria muito grande o pessoal se dá a oportunidade de conhecer o cinema.  Através disso, quem sabe, as pessoas possam vir assistir outros filmes e não depender somente de grande bilheteria para poder vir até aqui”, encerra o gerente.

Gerente do Cine A fala sobre o sucesso de “Vingadores: Ultimato”

 

Por Júlia Sartori

Confira também

Olimpíada Brasileira de Robótica: Rio-pardenses se classificam para etapa estadual

Os alunos da Super Genius Makers, escola particular de robótica em São José do Rio ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *