quarta-feira , 13 novembro 2019
Início / Cidade / Casos de dengue disparam na população rio-pardense e doença já vira epidemia
Até o dia 15 de março, 29 mortes haviam sido confirmadas em São Paulo.

Casos de dengue disparam na população rio-pardense e doença já vira epidemia

Já são 13 casos oficiais, sendo 11 adquiridos no município (igual a todo o ano de 2018)

O Centro de Saúde e a Vigilância Epidemiológica de São José do Rio Pardo confirmaram 13 casos de dengue no município até o dia 10 de abril. De acordo com o relatório, 11 são autóctones, ou seja, as pessoas adquiriram a doença dentro da cidade ou zona rural. Dois casos são importados, foram obtidos fora da cidade. Dez suspeitas foram descartadas, enquanto sete notificações estão aguardando o resultado dos exames, podendo elevar ainda mais o total de casos oficiais.

A título de comparação, em todo o ano de 2018, quando São José do Rio Pardo registrou 34 casos oficiais, 11 deles foram autóctones – adquiridos no município. Isso significa que nos doze meses do ano passado o total de doentes autóctones foi igual aos três meses e 10 dias de 2019. Esse fato, para a Vigilância Epidemiológica, já caracteriza São José do Rio Pardo como “município epidêmico”.

Estado

De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, 94% dos municípios paulistas já notificaram casos de dengue este ano.  Ainda, segundo os dados divulgados, do total de 645 cidades, em 606 ao menos uma pessoa apresentou os sintomas da doença de janeiro a março. Nessa mesma época do ano passado, 545 cidades haviam tido dengue.

A maioria das cidades com zero casos de dengue ficam no sudoeste paulista e têm menos de 10.000 habitantes. A aglomeração de casos está na região noroeste do Estado. Até o dia 15 de março, 29 mortes haviam sido confirmadas em São Paulo.

Confira também

Escolas municipais vão receber equipamentos doados pelo SESI

Impressoras, notebooks, monitores, cadeiras, mesas e outros itens serão entregues a elas A Secretaria Municipal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *