sábado , 16 outubro 2021
Início / Cidade / Agências de turismo tentam reduzir prejuízos
Imagem da internet

Agências de turismo tentam reduzir prejuízos

Com a volta das atividades do setor, agências rio-pardenses estão conseguindo recuperar a demanda

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), entre junho e julho de 2021, o setor de turismo no Brasil registrou prejuízo de R$ 17,4 bilhões. Os dados referentes ao período de um mês, somados ao acumulado entre março de 2020 e julho de 2021, representou uma perda de R$ 413,1 bilhões. Apesar dos números, nos últimos meses há tendência de crescimento em relação a 2020, com a pandemia no país dando sinais de redução, principalmente após o avanço da vacinação contra a Covid-19.

Gazeta do Rio Pardo entrou em contato com as agências de viagens da cidade, para saber como anda o interesse dos rio-pardenses em retornar com o turismo durante este período. As agências Top Tur e a Trip Turismo atenderam a solicitação do jornal, e falaram sobre o assunto.

Segundo representantes da Top Tur, as vendas estão retomando a todo vapor. “Estamos muito surpresas com o retorno do Turismo, o cenário está melhor do que imaginávamos”, afirmaram Marina Teles e Estela Capuano, proprietárias da agência.


Marina Teles e Estela Capuano, proprietárias da Top Tur

Para a Trip Turismo, a situação também tem melhorado significativamente. “Com o aumento da vacinação e a diminuição dos casos, a procura por viagem aumentou mais de 70% em relação ao trimestre de 2020. A procura aumenta à medida que a confiança em viajar já existe”, disse Camila Escudero, proprietária.

Remarcações

De acordo com Marina, da agência Top Tur, foram feitas inúmeras remarcações de viagens por conta da pandemia. “Ainda não podemos falar que recuperamos os meses parados, pois foram muitos – com remarcações e alguns cancelamentos, mas o momento que estamos agora está muito a favor do Turismo, acredito que pelo tempo que as pessoas ficaram em casa sem viajar”, afirmou. 

“Conseguimos remarcar e ainda estamos remarcando com sucesso, para todos os nossos clientes”, completou.

Na Trip Turismo, ainda existem muitos passageiros com créditos para a remarcação, o que acaba diminuindo as vendas de novos pacotes. Por este motivo, a proprietária afirmou que as vendas não foram 100% recuperadas. “Com a retomada do turismo acontecendo, as remarcações estão sendo todas agendadas”, garantiu Camila.


Camila Escudero, proprietária da Trip Turismo

Prejuízo em 2020

Conforme afirmaram nas duas agências que atenderam as solicitações de informações, no início da pandemia as vendas caíram drasticamente, com o fechamento das rotas de viagens, hotéis e aeroportos.

“Nos primeiros meses da pandemia os preços das passagens aéreas e diárias de hotel chegaram a ter diminuição pela baixa procura, gerando assim um pequeno fluxo de vendas”, contou Camila. Mas o pequeno movimento não durou muito, uma vez que os destinos turísticos também foram fechados e as companhias aéreas suspenderam seus voos.

Desafios

As proprietárias das agências foram questionadas sobre os desafios enfrentados pelo setor durante esse período atípico. “Com certeza as remarcações, cancelamentos, fronteiras fechadas e insegurança sobre a Covid, foram grandes desafios. Com a demora da vacina, muitas pessoas ficavam inseguras de viajar”, disse Estela, da Top Tur.

Para Camila, da Trip Turismo, os desafios foram um pouco diferentes. “O maior desafio, além do financeiro, é a previsão, pois é difícil prever quando a situação irá normalizar. Temos o trabalho de assessorar e tranquilizar quem pretende viajar ainda em meio a essa pandemia. Por isso hoje mais do que nunca a orientação do agente de viagem para a seleção de destinos seguros é essencial”, informou.

Atraindo novos clientes

Ambas as agências estão tomando atitudes para atrair clientes e tentar recuperar as perdas que a pandemia trouxe para o setor. A Top Tur, está apostando no investimento em redes sociais e em preços promocionais.

A proprietária da Trip Turismo explicou que os reflexos gerais na economia também afetaram as viagens, gerando aumento de valores. “Com isso estamos atentas, e procurando as melhores oportunidades para os clientes que já sofrem com o reflexo da crise”, disse.

Média de viagens

Para a Trip Turismo, o aumento das viagens é expressivo. “Não chega a 100% do que era antes da pandemia, mas em média já retomamos a 60%. Colocaria os 40% restantes, nas remarcações que ainda acontecem e as viagens internacionais que estão voltando mais lentamente”, informou.

Segundo a Top Tur, não há um número exato de viagens, já que as vendas na agência variam de acordo com cada mês do ano. “Mas podemos dizer que no momento atual as vendas estão melhores que antes da pandemia”, revelou Marina.

Destinos almejados

O jornal perguntou às proprietárias das agências quais os destinos mais buscados atualmente pelos rio-pardenses.

“No momento o destino mais almejado são os resorts. Com a instabilidade recorrente da pandemia eles se tornaram a viagem mais segura”, disse Camila.

Os clientes da Top Tur também buscam viagens com esse tipo de hospedagem. “No geral Nordeste, pacotes com hotéis inclusos e resorts”, encerrou Estela.

Confira também

Unir vacinou 70 animais contra a cinomose

Segundo Alessandra Freire Paolielo, da Ong Unir, a entidade promove campanhas para vacinar animais de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *