sexta-feira , 18 setembro 2020
Início / Cidade / Secretaria da Educação e psicólogo aplicam ‘Inventário de sintomas de stress’ para professores
Profissionais da Educação em chamada com o psicólogo Márcio Angelo

Secretaria da Educação e psicólogo aplicam ‘Inventário de sintomas de stress’ para professores

A Secretaria Municipal da Educação e o psicólogo Márcio Ângelo Menardi, realizaram uma Orientação Psicológica para professores e coordenadores do Setor de educação da Prefeitura de São José do Rio Pardo, baseada em levantamento de respostas ao ‘Inventario de sintomas de stress’, de autoria de Marilda E .N. Lipp. O município de São José do Rio Pardo está oferecendo desde julho o atendimento com psicólogo nas escolas.
Foram 222 respostas (professores) com resultados que sugerem o desgaste emocional nesse momento de recolhimento necessário para defesa frente ao estimulo ameaçador da Covid-19, como fator estressante desencadeando sintomas. O stress pode ser desencadeado por fatores físicos e , ou, fatores emocionais e seus sintomas funcionam como alerta para que a pessoa possa refazer-se do desgaste ocorrido.
A estatística levantada sugere que 30% das respostas apontam para o tipo I de Stress : Vigília, delineado para pessoas que estejam com alguma dificuldade específica que precisa ser resolvida para que os sintomas regridam .
Para o segundo tipo de Stress: Resistência ,caracterizado pela cronicidade , pelo automatismo nem sempre consciente de sua ocorrência ,40% das respostas sugerem sua ocorrência.
O terceiro tipo de Stress: Exaustão , caracterizado por falta de energia e sintomas mais cristalizados orgânica e emocionalmente; 37% das respostas apontam sua ocorrência.
Observa-se dessa forma que o grupo pesquisado demonstra preocupação sadia quanto aos cuidados necessários ,conseguindo avaliar as consequências do período atual, porém torna-se necessária uma reorientação considerando emoções como o “Medo” e o “estado de Ansiedade “ que naturalmente se instala diante de situações novas que suscitam necessidade de defesa .
Os depoimentos pessoais qualitativos sugerem preocupações familiares, profissionais e existenciais pertinentes, porém que precisam ser direcionadas de forma construtiva no contexto social evitando a formação cognitiva de crenças irracionais e estados de tensão mais elevados que podem levar a fenômenos psíquicos individuas e grupais sem controle.
O apoio emocional e as trocas pessoais e profissionais são importantes para esse compartilhamento, nesse momento transitório, porém, significativo para o crescimento e a maturidade da pessoa frente a desafios mais altos.

Por: Márcio Angelo Menardi
Psicólogo da Rede Municipal da Educação

Confira também

Eleições: por causa da pandemia, votação não será por biometria

Este ano, votação começará mais cedo: seções abrirão às 7h00 e funcionarão até às 17h00 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *