segunda-feira , 21 junho 2021
Início / Cidade / Fisioterapia da Unip atende pacientes com sequelas da Covid-19

Fisioterapia da Unip atende pacientes com sequelas da Covid-19

Pacientes interessados devem se inscrever e estar em boas condições clínicas, é requisito para ser aprovado

Muitos dos que passaram pela Covid-19 são acometidos de sequelas em seu estado de saúde. São alterações físicas e neurológicas que requerem tratamento assim que detectadas.

Pensando em auxiliar a população, oferecendo tratamento de qualidade gratuitamente, a Universidade Paulista – UNIP – acaba de implantar o programa “Atenção Fisioterapêutica a Pacientes com Sequelas Pós-Covid”.

Sob a supervisão de seus professores e coordenadores, participam alunos do último ano de Fisioterapia (7º e 8º períodos) com atendimento à comunidade. O atendimento é totalmente gratuito.

O tratamento consiste em realizar procedimentos como exercícios aeróbicos, fortalecimento muscular, equilíbrio e controle neuromuscular, entre outros. Caso necessário, os pacientes são encaminhados a profissionais de outras áreas da saúde.

Para participar do atendimento, o paciente passa por uma triagem, na qual deve apresentar exames médicos. Contudo, via de regra, é necessário encaminhamento para iniciar o tratamento, e a equipe de fisioterapeutas analisa caso a caso.

Estão aptos a pleitear vaga no programa os pacientes que apresentarem as seguintes condições: trinta dias sem a presença de todos os sintomas iniciais da Covid-19; frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial e saturação periférica de oxigênio dentro dos limites de normalidade; não residir com quem esteja com a doença ativa. Caso haja, o paciente deve respeitar o prazo de 30 dias para os sintomas do referido familiar.

Além disso deve haver concordância, assinando termo de consentimento e responsabilidade.

De acordo com as regras do programa, existem pacientes que não poderão ser admitidos, neste primeiro momento, entre eles, os que apresentam os seguintes sintomas: necessidade de suporte ventilatório ou oxigenoterapia; doença sistêmica aguda ou febre; hipotermia (alguns pacientes têm apresentado essa variação sintomática, de acordo com a experiência de membros da equipe); frequência cardíaca de repouso menor que 50 e maior que 100 batimentos por minuto; saturação de oxigênio menor que 88%; sinais de desconforto respiratório em repouso; hipertensão e/ou arritmia não controlada; miocardite ativa; diabetes Mellitus descompensada; trombose; alterações cognitivas (contraindicação relativa).

Para participar da triagem, os pacientes que tiveram Covid-19 devem entrar em contato com a Clínica de Fisioterapia da Unip, pelo telefone (19) 3608-2686.

Confira também

Com falta de vacinas, estudo clínico avalia eficácia de meia dose da AstraZeneca

Pessoas com neuropatias crônicas foram inseridas no grupo prioritário de vacinação O Brasil atingiu 500 mil …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *