quinta-feira , 2 julho 2020
Início / Cidade / Dadetur libera mais R$ 7,6 milhões para obras relacionadas ao turismo
Paulo Vedovato, secretário municipal de turismo

Dadetur libera mais R$ 7,6 milhões para obras relacionadas ao turismo

“Essa verba é para quitar as parcelas das obras que estão em andamento”, disse secretário de turismo

O Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur), da Secretaria Estadual de Turismo, liberou nesta segunda-feira, dia 18, mais R$ 7,6 milhões para obras de infraestrutura que estão em andamento nas estâncias e municípios de interesse turístico paulistas, totalizando aproximadamente R$ 57 milhões neste ano. São José do Rio Pardo é um Município de Interesse Turístico e também receberá o montante.

“Essa verba que o governo anunciou, que foi liberada, é para quitar as parcelas das obras que estão em andamento. Aqui na nossa cidade, a obra do governo, da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo que está em andamento é a obra da fonte luminosa que já está encerrada, e para fazer a quitação o governo do estado liberou a última parcela que deve chegar por esses dias. A empresa responsável por reformar a fonte recebe e encerra a obra”, explicou o secretário de turismo, Paulo Vedovato.

Medições e liberação

“As obras vão sendo liberadas conforme são feitas as medições. A empresa que ganha a licitação vem, executa 20% da obra, a empresa do governo CPOS faz a medição, confere se está tudo certo, de acordo com o projeto, e aí sim o governo libera mais 20%. Depois disso vai liberando a obra por etapas”, disse.

Ilha de São Pedro

“A ponte da Ilha de São Pedro já está pronta. Mas estamos com todos os parques fechados por conta do decreto do governo do estado de São Paulo. O outro projeto que está entrando em licitação para a reforma da Ilha, é para a área interna. Nós usaremos para educação ambiental e para reformar as baias de contenção dos animais. A Ilha passará por uma reforma ampla e geral para ficar mais aprazível para os turistas que ali frequentam. O projeto está pronto para licitação e deve se iniciar em poucos dias. Quando essa obra se iniciar, teremos um fechamento parcial da Ilha. A reforma será feita por etapas. Quando ela estiver sendo feita nas baias dos animais, será fechada para visitação, porque os animais estarão em outras áreas de contenção”, contou.

Cristo

Muitas pessoas que visitam o Cristo do Redentor, reclamam da situação em que se encontra o local, que sofreu pichações e teve alguns pontos deteriorados. “Já conversamos com a Secretaria de Obras e inclusive agora com o término da Aníbal de Sá Pinto, deverá ser feita também uma reforma ali nos arredores do Cristo do Redentor. Também para que quando acabar a pandemia possamos estar com o ponto mais atrativo. Vamos tirar as pichações que tiveram lá. O que aconteceu foi vandalismo e pretendemos corrigir essas imperfeições”, informou.

Câmeras

 “É difícil para a GCM estar em todos os pontos e espaços públicos ao mesmo tempo. Eles ficam rondando pelos pontos e normalmente o vandalismo ocorre quando a guarda sai. Eles sabem que vai demorar um tempo para a guarda voltar e praticam o vandalismo. Na fonte luminosa, por exemplo, já colocamos câmeras de vigilância. O mesmo será feito em todos os nossos atrativos turísticos para inibir que as pessoas pratiquem vandalismo”, destacou Paulo.

Projetos

“Deve-se iniciar uma reforma na orla do Rio Pardo, na área de lazer e depois teremos na Ilha de São Pedro, como expliquei. Temos um outro projeto de 2020, de colocar totens com QR Code, com todas as informações e história de cada ponto turístico, sinalização aérea turística do município com placas marrons, a construção de dois decks de madeira na orla do Rio Pardo e a estátua de Euclides da Cunha. Mas infelizmente o governo estadual contingenciou o orçamento. Por enquanto o convênio não está assinado, talvez assine até o fim do ano, ou ano que vem”, relatou. 

Pandemia

“Estamos paralisados em termos. Nossa Secretaria de Turismo junto com nossa regional turística, estão trabalhando e criando formas para que após a pandemia, consigamos trazer turistas de novo. O turismo foi o setor mais afetado no mundo todo. Então estamos tentando criar mecanismos, com reuniões, conferências virtuais todas as semanas, buscando alternativas para que possamos resolver essa situação. Abertura de créditos para hotéis, pousadas, restaurantes, tudo que envolve turismo o governo está fazendo uma linha de crédito para que essas pessoas possam retornar mesmo que gradativamente com seus empreendimentos para atrair turistas”, explicou.

“Estamos preparando um material de divulgação para quando terminar a pandemia, porque São José do Rio Pardo é um MIT( Município de Interesse Turístico). Estamos fazendo folders, materiais de campanhas para trazer turistas para cá quando tudo isso acabar”, encerrou.

Confira também

Munícipes reclamam e Folharini fala em reativar semáforo na Av. Belmonte

“Entramos em contato com a empresa Sema Seg e pedimos uma visita técnica”, afirma o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *