quarta-feira , 22 setembro 2021
Início / Regionais / Estado anuncia o “Bolsa do Povo”

Estado anuncia o “Bolsa do Povo”

Programa irá unificar benefícios já existentes e pagará valor de até R$ 500 às famílias cadastradas

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou a criação de um novo programa social, que se chamará Bolsa do Povo. A medida unifica benefícios já existentes no estado, além de aprimorar o alcance para atender aproximadamente 500.000 famílias dos 645 municípios. Os novos pagamentos, ao que tudo indica, devem variar entre R$ 100 e R$ 500.

De acordo com as informações do Palácio dos Bandeirantes, a proposta é uma reação do governo ao avanço acelerado da pobreza entre as famílias, o que decorre dos efeitos da pandemia.

O projeto deve ser encaminhado à Assembleia Legislativa nos próximos dias e a expectativa é de que as inscrições ao programa comecem no final de maio ou começo de junho.

Entenda o “Bolsa Povo”

O programa Bolsa do Povo, em linhas gerais, foi elaborado para amenizar as crises econômicas em São Paulo. Caso a proposta seja aprovada pela Alesp, haverá a disponibilização de cartões físicos para todos os beneficiários do estado. Também será possível obter a versão virtual para que os usuários possam movimentar o dinheiro sem a necessidade de sacá-lo, assim como já acontece no aplicativo Caixa Tem.

Por meio de um cadastro único, o projeto tem a intenção de implementar novas iniciativas para auxiliar a população vulnerável. O Bolsa do Povo, ao todo, deverá reunir e ampliar os seguintes programas já existentes de São Paulo:

Renda Cidadã (Assistência Social): ampliação no número de beneficiários e no valor dos repasses: de R$ 80 para R$ 100;

Aluguel Social (Habitação);

Bolsa Trabalho (Emprego);

Talento Esportivo (Incentivo);

Auxílio Via Rápida (Qualificação Profissional);

Ação Jovem: aumento no valor dos repasses (de R$ 80 para R$100). Esse benefício é voltado para que os estudantes de 15 a 24 anos permaneçam nos estudos.

O governo de São Paulo também deverá contratar cerca de 20 mil pais e mães de estudantes das escolas públicas. Eles devem trabalhar em jornadas de até quatro horas diárias, no sistema de ensino estadual. As remunerações serão provavelmente definidas no valor de R$ 500. “Nós estamos ampliando os valores investidos nos programas sociais para R$ 1 bilhão já em 2021”, explicou o vice-governador Rodrigo Garcia, que deverá ficar responsável pela organização do Bolsa do Povo.

Confira também

Processo seletivo para professores da rede estadual

O Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) oferece vagas para professores efetivos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *