sexta-feira , 20 setembro 2019
Início / Cidade / Rotaract Club fará campanha contra pedofilia

Rotaract Club fará campanha contra pedofilia

Rotaract Club fará campanha contra pedofilia

“É dever da sociedade zelar pelas crianças. Então temos que fazer nossa parte”

Dia 18 de maio será considerado o Dia Nacional de Combate a Pedofilia. Inspirados na campanha nacional, um dos integrantes do Rotaract Club, Eduardo Cavalli, junto com os vereadores Luis Henrique e Paulão Ferreira, resolveram criar o Dia Municipal de Combate a Pedofilia, que foi instituído oficialmente no calendário da cidade em 2018.

“Esse ano vamos realizar a ação novamente, queremos torna-la uma tradição aqui em São José. Novamente faremos no dia 18 de maio uma mobilização maior e durante a semana a intenção do clube é arrumar palestrantes e ministrar tanto para o público quanto para profissionais da rede de educação. Como detectar sinais de abuso na criança, tentar levar a campanha para um novo nível. Ano passado foi um passo inicial, acho que foi um passo muito importante e esse ano vamos estar novamente na luta“, conta Eduardo.

De acordo com dados, 70% dos casos de abuso infantil são dentro do ambiente familiar. Por este motivo, surge a dificuldade em detectar os casos.

“Nós pedimos que a pessoa perceba quando a criança é muito introspectiva, quando ela tem uma certa dificuldade de relacionamento, tente conversar, o professor que tem uma criança que possui dificuldade em se relacionar, converse, ou peça para o coordenador pedagógico fazer isso porque muitas vezes pode ser um reflexo de um problema familiar. Pode não ser algo tão grave quanto a pedofilia, mas pode ser abuso de outras formas”, completa Cavalli.

Denúncia

“A denúncia de pedofilia pode ser feita via disque 100, que é um Disque Denúncia anônimo que pode ser feito até pelo aplicativo, é só procurar no Play Store ou Apple Store, ou pode ser feito diretamente para um conselho tutelar. A gente acha que a maioria das pessoas prefere denúncia anônima pelo disque 100, mas quando você denuncia pelo conselho tutelar, tem um peso a mais, porque tem você como testemunha. O interessante é a pessoa não se omitir, mesmo que preferir fazer anônima, fazer a denúncia. Porque muitas vezes causa um desgaste, pode gerar um transtorno para a pessoa, mas na dúvida faça, porque pode ser uma criança que está lá sofrendo com essa situação. Você omitindo só prolonga o sofrimento dessa pessoa. A constituição mesma diz: É dever da sociedade zelar pelas crianças. Então temos que fazer nossa parte”,conclui Eduardo.

 

Confira também

Seis alunos rio-pardenses estão entre os semifinalistas da EPTV

Projeto EPTV na Escola tem como tema para as redações deste ano, as fake news …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *