quarta-feira , 18 setembro 2019
Início / Cidade / Relação trabalhista passa agora ao eSocial

Relação trabalhista passa agora ao eSocial

Relação trabalhista passa agora ao eSocial

Tonico Fontão e funcionários alertam para as mudanças que estão afetando as empresas

 

O contabilista e empresário do setor contábil Antônio F.N. Fontão (Tonico Fontão) concedeu entrevista à Gazeta do Rio Pardo sobre o eSocial, a mais recente inovação do governo no tocante ao envio de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias para um único banco de dados na internet. São 40 tipos de arquivos com informações detalhadas da relação trabalhista entre patrão e empregado, modificando os sistemas de gestão de pessoas no país através das novas orientações sobre os procedimentos necessários a serem seguidos a partir de agora, para evitar autuações e multas às empresas.

“As grandes empresas, desde o início do ano, já foram obrigadas a aderir a esta nova modalidade”, lembrou Tonico Fontão. “O eSocial é praticamente toda a parte trabalhista sendo informada online para os sites do Ministério do Trabalho, da Receita Federal e Caixa Econômica Federal. E, realmente, o não cumprimento disso acarreta em multas altíssimas, mas a própria mídia tem divulgado há algum tempo essa mudança e estamos preparados para atender a todas essas alterações”.

O objetivo provável do eSocial, na opinião de Tonico Fontão, é tornar desnecessário o envio de fiscais para fiscalizarem in loco as empresas no país pois, pelo próprio sistema online, o governo terá acesso a todos os dados disponíveis.  Por outro lado, conforme recomendação do contador, os contabilistas precisarão ter sempre uma internet confiável em seus escritórios a fim de remeterem diariamente as informações requeridas pelos órgãos federais fiscalizadores e arrecadadores. Tonico Fontão admitiu que, no caso específico de seu escritório contábil, foi preciso levar funcionários para treinamentos especializados fora de São José do Rio Pardo, além de adquirir novos equipamentos e programas informatizados específicos.

 

Alterações

Um desses funcionários, Luis Gustavo Feltran, declarou que o eSocial altera a forma como as informações são enviadas aos órgãos federais. “Tomemos o registro de funcionários de uma empresa como exemplo. Podíamos antes retroagir esse registro dentro do mês sempre até o dia 1º, mas com o eSocial isso deixa de existir. Nós temos um prazo de 24 horas no máximo, antes desse funcionário começar a trabalhar na empresa, para estar fazendo este registro. Então isso requer a mudança do relacionamento com o cliente. Ou seja, é preciso um bom relacionamento com o cliente para receber essa informação, processá-la e enviá-la para o governo de forma rápida, segura e correta para evitar multas posteriores ao empregador”, exemplificou Gustavo.

Hoje, segundo ele, uma multa por falta de entrega de registro de empregados por parte de empresas optantes do Simples Nacional é de R$ 800 por funcionário e, para as empresas que englobam lucro presumido ou lucro real, essa multa pode chegar a R$ 3 mil. Os prestadores de serviço também terão que ter um banco de dados no escritório contábil, um cadastro do serviço prestado. Há prazos distintos para que todas as empresas adiram ao eSocial: até agosto foi o prazo para o envio do cadastro das empresas; agora em setembro, prazo para envio de dados dos funcionários; depois, outro prazo para envio de dados sobre a folha de pagamento.

A funcionária Carla Bocamino de Melo assegurou que o eSocial é um sistema prático, embora um pouco demorado por conta da demanda de cada empresa. Disse ainda que eventuais quedas da internet podem atrasar um pouco o trabalho, requerendo dos funcionários dos escritórios de contabilidade uma atenção especial. Carla garantiu que a receptividade das empresas ao eSocial tem sido boa e elas estão cooperando com o envio dos dados solicitados pelo escritório.

Carla, Gustavo e Tonico Fontão: governo quer todos os dados das empresas através do eSocial

 

 

BOX

Síntese das mudanças com o eSocial

 

Admissões (Início da Obrigatoriedade em 01/09/2018):

  • As contratações nas empresas serão informadas no eSocial ANTES da Admissão!
  • Os documentos completos (Conforme Check List a ser solicitado ao escritório) dos novos empregados, precisarão chegar ao escritório 5 dias úteis ANTES da admissão. Se o empregado ainda não tiver o número do PIS cadastrado, os documentos deverão ser enviados 10 dias úteis ANTES da admissão, inclusive com os exames médicos admissionais e para motoristas também o exame toxicológico será
  • Todos os dependentes deverão ter CPF informado, independentemente da
  • Assim que a admissão for validada no sistema do eSocial, o escritório enviará o comprovante para a empresa, autorizando o funcionário a começar a

 

Desligamentos:

  • Os Pedidos de Demissão deverão ser informados ao escritório no mesmo
  • Em caso de Término de Contrato de Experiência ou nas dispensas por aviso indenizado ou trabalhado (Empregado / Empregador), informe-nos 3 dias úteis antes, para elaborar aviso demissional e as demais obrigações rescisórias.
  • Em todos os casos, o empregado deverá fazer o Exame médico Demissional e também toxicológico para motoristas, na data do desligamento do empregado, onde nos casos de aviso prévio trabalhado deverá ser efetuado antes do último dia de trabalho.

 

Folha de Pagamento

  • As informações para a folha de pagamento (Horas Extras, Faltas, Adiantamentos, Vales… e Etc.) deverão chegar no Escritório entre os dias 20 e 25 do mês de competência, onde os eventos ocorridos após esta data, serão computadas no próximo

 

Alterações Cadastrais

  • Sempre que houver alteração de endereço, estado civil, grau de instrução, nascimento ou adoção de filhos e outros, deverão ser informados no mesmo mês, para envio ao

 

Férias

  • Comunicar com 30 dias de antecedência o início das férias ao trabalhador e ao Escritório e efetuar o pagamento até dois dias antes do início do gozo, conforme consta na
  • Os pagamentos serão informados no eSocial no próprio mês. O afastamento e o retorno das férias também serão informados.

 

Afastamentos

  • Atestados médicos a partir de 3 dias e licenças maternidade deverão ser informados também no eSocial e enviados para o escritório dentro do mesmo mês de ocorrência.
  • Os empregados afastados por mais de 30 dias por doença, acidente de trabalho ou PARTO, deverão realizar OBRIGATORIAMENTE o exame médico de retorno ao trabalho no primeiro dia do início das

 

CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho.

  • A CAT passará a ser elaborada dentro do sistema do Para isso, precisaremos informar todos os acidentes de trabalho no mesmo dia em caso de morte, ou no primeiro dia útil após o acidente para demais ocorrências, para que possamos enviar as informações ao eSocial.
  • Se não for informado no prazo, a empresa estará sujeita a autuação.

 

Contratação de Autônomo

  • Solicitar ao contribuinte individual autônomo antes da contratação o CPF, RG, PIS/NIT e Comprovante de Residência, e quando for fazer o pagamento efetuar a retenção do INSS e Imposto de

 

Contratação de MEI – Microempreendedor Individual

  • Contratando o MEI para os serviços de Hidráulica, Elétrica, Pintura, Carpintaria, Alvenaria, Manutenção ou Reparo de Veículos, será solicitado o número do CPF, RG, PIS/NIT e Comprovante de Residência, para informar no eSocial, sendo devido 20% de INSS a ser pago pelo empregador.

 

Contratação de Estagiários

  • A Contratação de estagiários deve obedecer à lei 11.788/08, que será exigida no
  • Os estagiários devem fazer Exame Médico Admissional, Periódico e Sendo obrigatória a contratação de seguro de acidente de trabalho.
  • O supervisor do estágio deverá ter formação na área do curso do estagiário (se de nível superior) ou experiência profissional na área, podendo supervisionar até 10 estagiários.
  • Os contratos de estágio assinados no mês deverão ser enviados ao Escritório no mesmo mês, antes de fechar a

 

Obrigatoriedade do PCMSO / PPRA / PPP/ LTCAT e Afins

  • Conforme faseamento inicial de segurança do trabalho prevista pelo eSocial, a partir de Janeiro/2019 as Empresas deverão contratar um técnico em segurança do trabalho de sua livre escolha para elaboração dos laudos exigidos em
  • O PPP passará a ser eletrônico a partir do eSocial, ele contém todas as atividades que o empregado
  • Caso haja alguma alteração de atividades ou risco do empregado, precisamos ser informados ainda dentro do mesmo mês, para envio ao eSocial

 

 

Confira também

Próxima ao final da safra, cebola mantém preço bom

Saco de 45 quilos está em R$ 80 na roça e já chegaram dois carregamentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *