quarta-feira , 22 setembro 2021
Início / Cidade / Projeto Paradens realiza capacitação paralímpica em São José
Uma das modalidades ensinadas na capacitação, será a bocha

Projeto Paradens realiza capacitação paralímpica em São José

Município foi contemplado após pedido do vereador Henrique Torres, em março

Com o objetivo de dar visibilidade ao esporte paralímpico, o programa capacitará professores de educação física da rede pública e privada, entidades e clubes, além de alunos de graduação do último ano de educação física do interior paulista.

Neste mês, profissionais de educação física, alunos e educadores esportivos de São José do Rio Pardo poderão se inscrever para capacitação de ensino de esportes paralímpicos. A ação é gratuita e faz parte do Paradens – Programa de Desenvolvimento Paralímpico, realizado por meio das Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Esportes.

O pedido para incluir São José do Rio Pardo na proposta foi apresentado pelo vereador Henrique Torres, por meio da indicação nº 403, apresentada na Câmara, em 9 de março deste ano. O documento foi acompanhado do ofício nº 306, ainda em março, e entregue pelo próprio vereador à  Secretaria de Estado dos Esportes.

Modalidades

Por meio da capacitação, professores e alunos da área de Educação Física terão a oportunidade de adquirirem conhecimento teórico e prático do esporte paralímpico nas modalidades: Bocha; Goalball; Natação e Vôlei Sentado.

Durante os quatro dias do programa, as atividades serão ministradas a professores de educação física da rede pública, privada, de entidades e clubes das regiões, além de alunos de graduação do último ano de educação física e educadores que trabalham com práticas esportivas.  

A capacitação acontecerá de 22 a 25 de junho, no Ginásio de Esportes “Tartarugão”.

As aulas práticas contarão com a aplicação de conceitos e técnicas, fundamentos básicos e adaptações necessárias para iniciar e dar continuidade ao processo educativo-esportivo nas modalidades destacadas. 

Os interessados em participar da capacitação devem se inscrever no site www.paradens.com.br, até o dia 21 de junho. São 50 vagas disponíveis.

Esporte para todos

Na sexta-feira (11), Célia Leão, Secretária de Estado dos Direitos de Pessoa com Deficiência, e ex-deputada estadual, falou sobre o projeto ao jornal, e ressaltou o objetivo do Paradens.

Secretária de Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão ( Imagem da internet)

“O programa é voltado para nossas crianças e jovens, estudantes que também querem participar de competições esportivas, tanto na própria cidade, como regionais ou no Brasil, até mesmo de internacionais, independente de ganhar medalhas ou não, o importante é que elas participem.  O esporte é para todos, é a coisa mais fácil de incluir as pessoas de uma forma natural. Entre as crianças não tem preconceito, discriminação. Se o professor tiver o conhecimento e estiver bem preparado, vai ensinar nossos estudantes com deficiência a também praticarem esportes, mesmo que ele tenha deficiência auditiva, visual, intelectual ou física, não importa, tem jeito para todos praticarem esporte”, afirmou.

“Quanto mais professores capacitados nós tivermos na rede pública e particular, mais alunos vão poder levar sua vontade e decisão em querer participar de algum esporte. Já chega da criança na hora da educação física ficar sentada em um cantinho por não poder praticar a atividade junto aos outros alunos”, disse a secretária.

Célia destacou que o Paradens é totalmente gratuito. “Nenhum professor terá custo em seu dia a dia. Os professores da região de São José do Rio Pardo também poderão participar, de qualquer idade”.

Serão quatro dias de aulas profundas, para que os profissionais da educação física possam ser capacitados para ensinar. A intenção é que eles retornem para a escola e façam uma busca ativa de estudantes que tenham algum tipo de deficiência. Quase 4 mil pessoas em São José do Rio Pardo possuem algum tipo de deficiência.  “Uma parte delas, estão em escolas. Sem o Paradens, com poucas exceções, esses alunos não estão praticando esportes”, disse.

Políticas públicas

“Participar de esportes, de atividades físicas, ajuda com que essas crianças e adolescentes tenham um convívio comum, vão poder se integrar de forma amigável, gostosa e brincando. É isso que nós queremos, uma integração de verdade. Queremos que nossas políticas públicas cheguem para todas as pessoas do estado de São Paulo. Temos quase 3,5 milhões de pessoas com deficiência no estado todo, um pouco menos de 10% da população. Temos que dar atenção a essas pessoas. Não podemos fazer políticas públicas apenas para a capital, temos que chegar nos 644 municípios, que estão muitas vezes a mercê da sorte, sem ter essa política pública chegando de forma direta. Queremos que todas as pessoas com deficiência de todas as idades, tenham empregabilidade,  reabilitação, educação. Nosso desejo é que essas pessoas tenham autonomia de vida, liberdade para fazerem o que sonham, o que tem vontade. A deficiência não pode impedir isso”, encerrou a secretária.

Confira também

Processo seletivo para professores da rede estadual

O Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) oferece vagas para professores efetivos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *