Início / Cidade / Padre Edmar Maniassi irá para São João

Padre Edmar Maniassi irá para São João

Padre Edmar Maniassi irá para São João

A Diocese de São João da Boa Vista acaba de anunciar oficialmente novas mudanças no seu clero. O bispo Dom Antônio Emídio Vilar, que iniciou transferências de padres em julho do ano passado, agora promoveu outras várias alterações. E algumas delas irão ocorrer em São João da Boa Vista ou com padres que já passaram pela cidade.

Uma das alterações acontece na paróquia Santo Expedito, no Jardim Lucas Teixeira. O atual pároco padre Antônio Carossi irá retornar para Vargem Grande do Sul, sua cidade natal, e comandará a Paróquia Nossa Senhora Aparecida. No lugar dele quem assumirá é o padre Edmar José Maniassi Filho, que atualmente comandava a Matriz de São José do Rio Pardo. A missa de posse do novo pároco da Paróquia Santo Expedito e Nossa Senhora da Consolação ocorre no dia 26 de dezembro, às 19h30.

Outra mudança em São João é na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no bairro Durval Nicolau. O padre Carlos Roberto Canato, atual pároco, assumirá a Paróquia Nossa Senhora das Graças, de Mogi Guaçu. Em seu lugar, assumirá a Nossa Senhora de Fátima o padre Edson Vallim Dainezi. Sanjoanense, ele deixará a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Vargem Grande do Sul, e se tornará pároco na igreja de São João da Boa Vista no dia 19 de dezembro, às 19h30.

Padre André Luiz Fernandes Nunes assumiu como pároco a Paróquia Santa Luzia e São João Paulo II, em Vargem Grande do Sul, dia 17 de dezembro, às 19h30. Padre João Marcos Moreira assume como pároco a Paróquia Santo Antônio de Mococa, dia 27 de dezembro, às 19h30. Padre Benedito Maurício Mendonça assume como pároco a Paróquia Nossa Senhora da Luz de Mococa (Igaraí), dia 29 de dezembro, às 19h30. Padre Marcelo Aparecido Moura irá para a Diocese de Santo André (Igreja Irmã).

 

Árvore cai em Águas da Prata e deixa 91 casas sem energia

Uma árvore de grande porte do Bosque Estadual de Águas da Prata (SP) caiu na Avenida Washington Luís, na manhã Da última segunda-feira (12). Ninguém ficou ferido. O local foi interditado e pelo menos 91 casas ficaram sem energia elétrica.

A avenida, que é mão única, ficou intransitável por cerca de 50 minutos, com o trânsito desviado pelos guardas e Polícia Militar.

Segundo a Elektro, o fornecimento de energia ficou interrompido até por volta das 16h.

Em nota, a Prefeitura de Águas da Prata afirma que a árvore não apresentava motivos aparentes para a queda, sendo considerada uma situação atípica. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e a Fundação Parque Florestal estão analisando as possíveis causas do incidente. A Prefeitura informa ainda que já está em curso um levantamento para avaliar a condição de outras árvores do Parque Estadual Águas da Prata.

O trabalho de corte e remoção da árvore demorou e interditou o trânsito

 

 

 

 

 

 

 

 

Confira também

Águas da Prata recebe mais duas fontes

Em comemoração ao Dia Internacional da Água,  festejado no próximo dia 22 de março, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *