domingo , 5 abril 2020
Início / Cidade / Golpistas utilizam o nome de antigo estacionamento para fraudar pela internet
Estelionatários utilizam o nome de uma antiga concessionária de veículos

Golpistas utilizam o nome de antigo estacionamento para fraudar pela internet

Falsos anúncios estão disponíveis na OLX e Mercado Livre

Há algumas semanas o jornal recebeu uma série de reclamações, via internet, sobre um suposto golpe utilizando o nome de uma antiga concessionária de veículos de São José do Rio Pardo – Rio Pardo Pick-Ups. A concessionária já está fechada há algum tempo, mas seu nome e endereço foram utilizados para fraudar internautas interessados em compra de veículos.

Uma moradora de São Paulo, que não quis se identificar, entrou em contato com a Gazeta do Rio Pardo para contar sobre a tentativa de fraude aplicada pelo golpista contra ela. “Vi uma publicação na OLX e no Mercado Livre. Estavam vendendo uma caminhonete, fiquei interessada e entrei em contato com a loja. Eles forneceram a relação completa dos vendedores. Entrei em contato com um vendedor e começamos a negociar. Ele pediu a cópia dos meus documentos para fazermos um financiamento. Pediu uma entrada de R$ 3 mil para poder fechar o negócio”.

“Depois que enviei meus documentos, ele disse que o crédito havia sido aprovado. Perguntei onde era o endereço e ele disse que ficava em São José do Rio Pardo. Disse que o carro só seria entregue na loja ou eu poderia pegar direto com a transportadora. Falei para ele que buscaria o carro, ia retirar o automóvel pessoalmente e dar a entrada. Ele disse que não funcionava mais dessa forma. Afirmou que o carro só seria entregue depois de 24 horas de efetivado o pagamento”.

“Falei para ele que dessa forma eu não confiava, pagar por algo que não estava vendo, sem assinar qualquer documento. Ele pediu que eu fizesse o resto da negociação pelo telefone fixo, para assinar os documentos. Eu concordei, ele ficou online o tempo todo no WhatsApp e não me respondia. Liguei no fixo e ninguém atendia. De início pensei que o telefone estivesse congestionado porque ele não atendia. Mas nem entrou mais em contato”, conta a vítima.

“Começamos a investigar na internet a respeito da loja. Vimos que essa empresa não existe mais e que se tratava de uma fraude. Tinham muitas reclamações na página do Facebook deles sobre o golpe. Muitos entregaram o dinheiro da entrada e perderam. O que mais nos intriga é que eles possuem várias propagandas, tem uma classificação boa nas páginas de anúncios”, encerrou a moradora de São Paulo.

Delegado alerta

O delegado Seccional de Casa Branca, Benedito Antônio Noronha Júnior, concedeu entrevista ao repórter Luis Fernando Benedito para alertar as pessoas a não caírem em fraudes. “As pessoas precisam tomar muito cuidado quando vão adquirir um veículo, justamente pela questão dos golpes. É preciso ver o veículo mesmo, não depositar nada antes de ter absoluta certeza. Não é uma certeza relativa, de achar. A pessoa precisa ter certeza antes de efetuar uma compra. Ela precisa saber que o carro existe, que ele apresenta boas condições. Ele até pode existir, mas pode estar com problema de motor, suspensão, pode estar com algum defeito que a pessoa só vai perceber quando estiver com o carro em mãos”.

“Hoje em dia temos as empresas de vistoria, antes de fazer qualquer pagamento, é importante levar o veículo para a vistoria. Ou o próprio interessado leva o veículo, ou alguém de extrema confiança. Na vistoria será checado o motor, o chassi, numeração de vidro, farão pesquisas no Detran, isso é muito importante. O dinheiro das pessoas não pode ser jogado fora dessa maneira”, aconselha.

“Se o cidadão perceber que é uma fraude, é importante procurar a delegacia de polícia e registrar uma ocorrência. Às vezes a pessoa fica ansiosa, junta dinheiro durante um bom tempo, quer comprar o veículo, e no fim, nessa ansiedade acaba comprando mal. É preciso ter calma, cautela, verificar a existência do produto e as condições de uso”, alerta Noronha.

“Outro detalhe importante: hoje em dia os golpistas utilizam sites para aplicar esses golpes, já vi vários conhecidos fazerem negócios bem sucedidos em sites, porém foram certificar e avaliar o produto. Nunca façam depósito antecipado. Isso é muito complicado. Devemos sempre desconfiar dos preços mais baixos também. Não existe milagre. É como no caso de empréstimo, muitas pessoas caem em golpes assim por meio de sites. É uma ocasião em que a pessoa está desesperada, acaba contratando o suposto banco ou financeira, porque precisa de dinheiro, e acaba caindo na fraude. A lábia dessas pessoas é muito boa. Elas enganam muito bem. Na dúvida, é importante procurar o Procon ou a Delegacia de Polícia, para adquirir orientações sobre que ações tomar”, conclui o delegado.


Suposto vendedor enviou fotos de um veículo para a vítima

Confira também

Aderindo à orientação estadual, escolas municipais também têm atividades online para os alunos

Seguindo orientações da Secretaria Estadual de Educação e para garantir a continuidade do desenvolvimento e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *