domingo , 18 agosto 2019
Início / Cidade / GCM começa a fiscalizar e autuar no trânsito local
Guarda Civil Municipal iniciou as autuações no dia 22 de julho

GCM começa a fiscalizar e autuar no trânsito local

Os trabalhos dos guardas começaram na segunda-feira, com vários flagrantes

Na última segunda-feira, dia 22, a Guarda Civil Municipal começou a fiscalizar e autuar no trânsito da cidade, como o jornal havia publicado em edições anteriores. Dez guardas iniciaram o trabalho, em atividade para a qual passaram por treinamento e capacitação oferecidos pela Prefeitura através da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito.

O foco inicial desses guardas, de acordo com informações passadas à imprensa, foi fazer orientações aos motoristas para conscientiza-los sobre a necessidade de usarem o cinto, não falarem ao celular enquanto dirigem, não pararem em vagas preferenciais ou em fila dupla na porta da escola etc.

O secretário de segurança e trânsito, José Fernando Folharini, conversou com o repórter Luis Henrique Tobias e revelou como foi esta primeira semana de fiscalização. “Os efeitos por enquanto tem sido positivos. Já na terça-feira houve uma diminuição de autuação. É o que eu sempre digo, quando a gente trabalha com firmeza, tentando mostrar à população que tem conceitos de cidadania e que isso se torna necessário para aqueles que não respeitam, que não vislumbram as leis de trânsito ao próximo, é necessário autuar. Não tem outro caminho, infelizmente”, afirma.

“Isso é uma necessidade que a cidade tinha, dada a situação de desrespeito às leis de trânsito, e já buscávamos por capacitar a guarda há um tempo. Na época não conseguimos, mas dessa vez com a administração nos dando apoio fizemos o curso”, completa. Ele não informou, contudo, o número de multas aplicadas esta semana pelos guardas municipais.

Autuações e os esclarecimentos

“Estamos fazendo obviamente não só autuações, mas esclarecimentos também. Já tivemos vários casos de atendimento por conta da guarda, que vendo, presenciando às vezes a pessoa sem o cinto, falando ao celular, parou o veículo e pediu pra desligar o celular, para respeitar. Mas tem alguns casos em que às vezes a pessoa se acha acima da lei, aí infelizmente tem que aplicar a lei para ela entender que ninguém está acima”, destaca.

Para Folharini, o Brasil tomou rumos adversos. “A liberdade que foi dada para que todos nós soubéssemos usar, nós não aprendemos a usa-la, e a partir daí isso extravasou de tal forma que nosso trânsito ficou uma coisa horrorosa”, comenta.

Polícia militar

“A polícia militar continua obviamente trabalhando na fiscalização do trânsito, porque ela tem um convênio com a Prefeitura para isso, e agora conta com mais esse reforço que é a Guarda Civil Municipal, que está trabalhando de forma reta e honesta”, continua.

“Todo dia estaremos na rua, mas continuaremos fazendo o nosso serviço, passando nos bairros, nos PSF. Continuaremos com tudo o que fazíamos, com mais um trabalho para acrescentar”, encerra.

Confira também

Policiais visitam escola rural que ainda não tem o Proerd

Sargento Renato e cabo Marta conversaram com as crianças da fazenda Santa Amélia sobre drogas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *