quarta-feira , 22 setembro 2021
Início / Cidade / Ex-reitor do Unifae assumirá a direção da Feuc
No comando do Unifae, de São João da Boa Vista, Francisco Arten implatou cursos de engenharia e medicina ( Reprodução: Revista Atua)

Ex-reitor do Unifae assumirá a direção da Feuc

O professor Francisco Arten desempenhou importante trabalho pelo crescimento da autarquia de São João da Boa Vista

O professor universitário Francisco de Assis Carvalho Arten, 62 anos de idade, foi anunciado na noite desta quinta-feira, 29, como o novo diretor da Faculdade Euclides da Cunha (Feuc). Na bagagem do novo dirigente, a experiência de quem alavancou o Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (Unifae), que se tornou uma das grandes instituições de ensino superior da região.

Ex-vereador por seis mandatos, advogado, jornalista, escritor, Arten deixou a reitoria do Unifae em 2019, poucos meses antes de terminar o seu mandato, quando se lançou candidato a prefeito de São João, terminando na terceira colocação (10.270 votos).

Arten esteve à frente da reitoria do Unifae de 2012 a 2019, período em que a instituição ampliou sua atuação, com investimentos na criação de novos cursos, dentre os quais engenharia e medicina.

Aqui é outra realidade

O professor sabe das dificuldades que terá pela frente. A Faculdade Euclides da Cunha – que por anos foi a principal instituição pública para a formação de profissionais do magistério nesta região, sucumbiu à modernidade. Não teve fôlego para alcançar a concorrência e não investiu nos cursos tecnológicos.

A instituição conta atualmente com um modesto corpo discente uma vez que são poucos os cursos em funcionamento, apenas Administração, História, Pedagogia e Biomedicina. Reunidas todas as turmas, não chega a 300 estudantes.

Mas já foram muitos, nos cursos de Geografia, Física, Matemática, Letras, Filosofia, História, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Pedagogia, História, Educação Física – este último, atualmente parado por falta de infraestrutura.

A falta de alunos e consequentemente de receita própria, tornou a Feuc dependente da administração municipal no repasse de recursos para manutenção das suas atividades básicas e até pagamento de salários dos professores e outros funcionários. Em 2015, foi constituída uma comissão com representantes de vários segmentos do município para tratar da situação da autarquia e, diante das dificuldades da instituição, um relatório chegou a sugerir o fechamento.

Enquanto isso, numa tentativa de se reposicionar no mercado do ensino superior, faz alguns anos a Feuc instalou um curso de Biomedicina. A expectativa era de que pudesse alavancar o número de alunos, reestruturar o campus e a partir de então implantar, também, o curso de Agronomia – mas isto ainda não aconteceu.

A autarquia aposta suas fichas nestas possibilidades para tentar retomar a trajetória que a fez conhecida até o início dos anos 2000, quando houve uma mudança mercadológica, exigindo profissionais nas áreas de tecnologia e um desinteresse pela área do magistério.

Não respondeu

Antes do anúncio da nomeação do novo diretor, no início desta semana, por e-mail enviado à Diretoria Administrativa e Diretoria Acadêmica, Gazeta do Rio Pardo solicitou várias informações à Feuc, acerca dos preparativos para a retomada das atividades presenciais, em agosto.

As questões versaram sobre quantidade de alunos; quais cursos não obtiveram número mínimo para composição de turmas; novos processos seletivos; bolsas de estudos; inadimplência; parceria com Univesp e construção de uma quadra de esportes. Mas até o fechamento da edição, nesta sexta-feira (30), não houve retorno.

A data para a posse do novo diretor deverá ser informada em breve.

Confira também

Processo seletivo para professores da rede estadual

O Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) oferece vagas para professores efetivos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *