quarta-feira , 22 setembro 2021
Início / Cidade / Escolas particulares contam como foi primeira semana de aulas presenciais
No colégio Santa Inês, cada turma foi separada em três grupos

Escolas particulares contam como foi primeira semana de aulas presenciais

Segundo a diretoria e coordenação das escolas, a maioria dos pais foi a favor do retorno

As escolas da rede privada de ensino do município de São José do Rio Paro retornaram com as aulas presenciais semana passada, dia 1º. A Gazeta do Rio Pardo entrou em contato com as escolas particulares para saber como foi o retorno dos alunos e a preparação para este momento esperado por muitos.

COC


Turminha da Educação Infantil do COC também retornou

Eliane Poggio Junqueira, coordenadora do Ensino Fundamental II e Educação Infantil do COC, comentou sobre o primeiro dia de abertura da escola.

“Retornamos às aulas presenciais, iniciando nosso ano letivo, no dia 1º. Foi excelente! Ficamos todos, equipe gestora e alunos, extremamente felizes com este retorno. Percebia-se, com clareza, a expectativa e alegria de todos”, declarou. “O ensino será híbrido. Com exceção da Educação Infantil, cujos alunos receberão vídeo-aulas, os demais (Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio) têm suas aulas ao vivo, em tempo real, através da plataforma escolhida pela Escola e de acordo com a grade horária de cada  turma”.

Neste primeiro momento a escola receberá apenas 35% dos alunos regularmente matriculados por sala, divididos por turmas e em esquema de rodízio, respeitando o distanciamento social e metragem de cada sala de aula.

“A entrada e saída de alunos estão sendo separadas, assim como recreios. Seguimos à risca todos os protocolos exigidos e determinados pelos órgãos competentes, efetivando um retorno totalmente seguro para todos”, afirmou.

Segundo ela, a maioria dos pais foi a favor do retorno presencial.

“Por enquanto não há obrigatoriedade da presença física do aluno. As aulas remotas serão mantidas e os alunos poderão assistir remotamente se quiserem ou precisarem. Há casos específicos de comorbidades que são rigorosamente respeitados”, assegurou.

Santa Inês

No colégio Santa Inês, todos a séries já retornaram com as atividades presenciais

A coordenadora pedagógica do Ensino Médio do colégio Santa Inês, Lígia Garcia Ribeiro de Arruda, detalhou como está sendo o retorno da instituição.

“Conforme nosso plano de retomada e o Plano São Paulo, separamos cada turma em 3 grupos. Nos três primeiros dias de aula a rotina foi a mesma, pois era o 1º dia de cada grupo no retorno presencial. Assim, acolhemos os alunos com todo protocolo: aferindo a temperatura na entrada, deixando tapetes para higiene dos sapatos e álcool em gel na porta. Com os alunos reunidos, devidamente distanciados, passamos a eles as regras que agora estão vigentes, como uso obrigatório de máscaras e distanciamento, higiene ao usar o sanitário, ao tomar o lanche e o cuidado com os seus pertences”, disse.

Lígia contou que os alunos estavam ansiosos pelo retorno, e que tudo transcorreu muito bem. “A entrada no período da manhã ocorre em locais diferentes e à tarde as crianças entram pelo sistema drive-thru. Assim, evitamos que os adultos entrem no local que está totalmente higienizado. Os intervalos ocorrem em horários distintos, assim como as saídas, evitando a aglomeração dos alunos”, explicou.

Lígia disse que a escola está monitorando a temperatura dos alunos na entrada, e disponibilizando álcool em gel em todo prédio. Nas salas de aula as carteiras estão demarcadas, para manter o distanciamento.

“Para os alunos que não vierem ao Colégio presencialmente, as aulas estão sendo transmitidas ao vivo, e o aluno também participa normalmente. Para a educação infantil o sistema é um pouco diferente, pela idade deles”, comentou.

No colégio Santa Inês, todos a séries já retornaram às atividades presenciais. Há alunos e famílias que preferiram continuar no sistema remoto, mas a grande maioria optou pelo retorno.

Lúmen


Aula do 1º ano do colégio Lúmen

Dalva Infantini de Paiva, presidente da Cooperativa de Professores do Lúmen, também falou sobre a experiência do retorno, e medidas adotadas para evitar o contágio.

“Foi tudo muito tranquilo, as crianças estavam ansiosas para a volta, algumas nem dormiram na noite anterior. Foi emocionante poder ver a escola com alunos novamente. Eles estavam muito felizes por poderem rever alguns amigos e os professores, enfim, por estarem ali, no espaço da escola”, revelou.

“Vamos mesclar as aulas porque temos que fazer um rodízio de turmas. As aulas do ensino fundamental II e médio serão, ao vivo, para os alunos que estão em casa, pela plataforma que já utilizávamos no ano passado. Para os alunos do fundamental I, as atividades de casa serão feitas pela plataforma com orientações gravadas pelos professores.  Atualmente, como estamos na fase laranja, podemos receber 35% dos alunos matriculados por período, por dia. As turmas maiores estão divididas em três e as menores em duas. O horário das aulas segue o mesmo que fazíamos antes da pandemia. Os intervalos também têm horários diferentes para que os grupos sejam menores e como os espaços utilizados são amplos, não há aglomerações. Tudo é monitorado pelos funcionários e professores”, explicou.

    “Estamos seguindo à risca as orientações do Plano São Paulo: uso obrigatório de máscaras por todos os alunos (desde os 3 anos), funcionários e professores; número reduzido de alunos por sala; distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras; disponibilização de álcool em gel em todos os espaços da escola; tapetes sanitizantes na entrada, cartazes com orientações distribuídos em todos os prédios; aferição de temperatura, adaptação de bebedouros e o trabalho pedagógico sobre o hábito de lavar sempre as mãos”, completou.

      Dalva ressaltou que a maioria dos pais de alunos foram a favor do retorno das aulas presenciais. Segundo as diretrizes do Governo do Estado, nas fases vermelha e laranja, os pais poderão optar por não enviar os filhos à escola. “Mas na fase amarela, eles serão obrigados a frequentar, desde que não tenham nenhum fator de risco ou comorbidade comprovados. Até o momento, é a orientação que temos”, encerrou.

   Unigrau


Unigrau realizou uma pesquisa, e 80% dos pais optaram pela volta no ensino presencial

     

A diretora do colégio Unigrau, Maria Olivia Roxo Nobre do Amaral Mesquita, enviou informações ao jornal descrevendo como foi o primeiro dia de aula na escola.

“Estávamos ansiosos e apreensivos, porém tudo transcorreu muito bem com toda segurança e com todos os protocolos em relação a Covid-19. Gostaríamos de dizer que este momento foi muito aguardado pela escola, que valoriza muito a presença dos estudantes no colégio, reconhecendo que a interação pessoal entre alunos e educadores é a melhor forma de ensino”, declarou.

Segundo a diretora, a escola está preparada para o reinício e para o que as circunstâncias pedirem. “Ligaremos as luzes da escola e ligaremos  as telas do computador. De uma forma ou de outra, a luz do conhecimento iluminará os caminhos de todos nós. Porque, ainda que os acontecimentos sejam incertos, temos a certeza absoluta de que a Educação que construímos é de extrema qualidade”.

Assim como todas as outras escolas, o Unigrau está colocando em prática as normas do Plano SP, com aulas híbridas, atendendo grupos de 35% dos alunos presencialmente, e foi elaborada uma escala por semana em cada sala.

“O horário  do Ensino Médio e do Fundamental II, segue normalmente entre 7h00 e 13h10. Para o  Infantil e Fundamental I esta semana foi feita uma acolhida individual com alunos e responsáveis.. Com estes segmentos iniciaremos as aulas híbridas no próximo dia 8”, relatou.

Maria Olivia informou que a escola realizou uma pesquisa online para os pais, e 80% optaram pela volta no ensino presencial. Diante disso foram feitas as escalas semanais.

“Os pais não são obrigados a aderirem às aulas presenciais, porém os alunos precisam estar conectados remotamente nos horários determinados”, encerrou.

Confira também

Processo seletivo para professores da rede estadual

O Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) oferece vagas para professores efetivos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *