domingo , 19 janeiro 2020
Início / Cidade / ‘Embriaguez ao volante e baderna de motoqueiros foram os problemas do final de ano’, diz Gilmar
Imagem da internet

‘Embriaguez ao volante e baderna de motoqueiros foram os problemas do final de ano’, diz Gilmar

Comandante da Polícia Militar afirma que a questão dos motoqueiros está aumentando na cidade

As principais operações da polícia militar de São José do Rio Pardo no final de 2019, especialmente no Natal e Ano Novo, foram em relação aos casos de embriaguez ao volante e ao aumento de motoqueiros irregulares (menores de idade ou maiores pilotando sem capacete) e motos sem condições de tráfego (sem chapa, por exemplo). Estes últimos, segundo a Polícia Militar, são problemas que estão aumentando bastante no município e deverão ser objeto de ações especiais por parte do policiamento em 2020.

O atual comandante da PM em São José do Rio Pardo, sargento Gilmar Donizetti da Cruz, concedeu entrevista ao repórter Luis Fernando Benedito e fez um balanço das ocorrências de final de ano na cidade.

“No geral, o mês de dezembro foi muito tranquilo. Tivemos apenas três furtos de veículos, e dois deles foram recuperados. Tivemos dois furtos na zona rural, que, possivelmente, pelas informações que temos, o autor do crime deve ser conhecido da vítima porque sabia que ela tinha uma quantidade de dinheiro guardado. Além desses, tivemos um furto em um posto de gasolina agora em dezembro”, afirma.

“Com relação aos festejos do final de ano, não tivemos nenhuma ocorrência de furto, que costumam ocorrer muito nessas datas festivas. Tivemos algumas ocorrências de brigas entre famílias e vizinhos. Às vezes as pessoas bebem nas festas e se excedem um pouco, mas mesmo assim foi tranquilo. Foram menos ocorrências do que nos anos anteriores”, destaca.

“Com relação a embriaguez ao volante, infelizmente tivemos bastante ocorrências. Alguns foram autuados em flagrante e foram presos. O maior problema que tivemos foi com relação aos motoqueiros. Alguns grupos saíram durante a noite pela cidade e ficaram fazendo baderna. No Vale do Redentor tivemos reclamações sobre isso. Alguns pilotando sem capacete, moto sem placa, infrações de trânsito. Esse é um problema que anda aumentando no município. Estamos procurando fazer policiamento a fim de coibir esse tipo de atitude”, informa.

“No centro da cidade tivemos aglomeração de pessoas, mas foi tranquilo com relação a ocorrências”, diz Gilmar.

2019/2020

“Em 2019 tivemos problemas no primeiro semestre, aumentaram os roubos de veículos, mas no segundo semestre a situação melhorou. Conseguimos adequar o policiamento de forma que conseguimos coibir esse tipo de delito. Esperamos que em 2020 continuemos assim, mantendo o mesmo ritmo ou diminuindo ainda mais”, encerra.


Sargento Gilmar diz que, em dezembro, a cidade teve menos ocorrências do que nos anos anteriores

Confira também

Aguaí abre concurso público para área da Educação

O Município de Aguaí torna público que realizará Concurso Público, na forma prevista no Artigo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *