segunda-feira , 13 julho 2020
Início / Cidade / Déficit atuarial do IMP é de R$ 164 milhões

Déficit atuarial do IMP é de R$ 164 milhões

Déficit atuarial do IMP é de R$ 164 milhões

Se Prefeitura não pagar o que deve desse déficit, ficará sem verbas do governo

 

O diretor Fabiano Boaro de Souza, do Instituto Municipal de Previdência (IMP) afirmou, em entrevista à imprensa, que a situação financeira do IMP agora é boa, mas a longo prazo preocupa. “O déficit atuarial (*), a longo prazo, realmente preocupa. Estou fazendo um trabalho junto ao Ministério da Previdência para procurar alternativas para estar equacionando esse déficit”, comentou, ressalvando que a Prefeitura hoje não tem débito para com o IMP, mas sim esse déficit atuarial, calculado em R$ 164 milhões.

Das autarquias municipais, só a FEUC estava com pagamento em atraso referente ao mês de dezembro e ao décimo-terceiro, cujo vencimento ocorreu no dia 25 de janeiro; a FEUC ficou de acertar isso ainda nesta semana.

Em relação ao déficit atuarial, Fabiano lembra que ele é referente ao período compreendido entre a criação do Instituto Municipal de Previdência até agora. Se a Prefeitura não pagar o que deve acerca desse déficit, terá seu Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) bloqueado, podendo ocorrer o mesmo com as verbas a serem recebidas pelo município. Dentre as medidas a serem adotadas para evitar isso, uma delas será o recadastramento de todos os funcionários.

“Todos os valores que existiam de débitos de contribuições previdenciárias, que estavam até em discussão judicial, nós conseguimos fazer parcelamentos junto a Prefeitura Municipal. Esses parcelamentos são vinculados ao Fundo de Participação dos Municípios, então não existe a possibilidade do Instituto não receber esses recursos. São parcelamentos firmados com o dr. Ernani no valor de 34 milhões de reais, que estavam sendo discutidos judicialmente, mas com o parcelamento isso foi solucionado”, garantiu o diretor do IMP.

(*) Corresponde à insuficiência de recursos para cobertura dos compromissos dos Planos de Benefícios. Registra a diferença negativa entre os bens e direitos (ativos) e as obrigações (passivos), apurada ao final de um período contábil. Fonte: Google.

Fabiano Boaro de Souza, diretor financeiro, faz contatos com o Ministério da Previdência para buscar soluções

 

BOX

IMP tem novo presidente  no Conselho Administrativo

Uma reunião da diretoria do Instituto Municipal de Previdência (IMP) de São José do Rio Pardo no início da semana resultou na eleição do novo presidente do Conselho Administrativo, cargo que nos últimos quatro anos foi exercido pelo engenheiro Mario Aparecido Gusmão. A eleição apontou como novo presidente Hélio Escudero, que ficará no cargo por dois anos, podendo ser reeleito por igual período. Seu vice será o médico Hamilton Torres. Segundo informações do diretor financeiro Fabiano Boaro de Souza, que permanecerá no cargo por mais dois anos, são 21 os integrantes do Conselho Administrativo que elegem o presidente.

 

 

Confira também

Eleições municipais serão em novembro e calendário já foi definido

Caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período maior nas cidades …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *