terça-feira , 10 dezembro 2019
Início / Cidade / CPFL troca cabos de transmissão de energia no município e região
O trânsito precisa ser interrompido nas ruas e quadras onde o serviço da empresa é realizado

CPFL troca cabos de transmissão de energia no município e região

Empresa também troca cruzetas e transformadores, quando necessário

A CPFL continua realizando um trabalho de substituição de cabos de energia elétrica antigos por novos em vários locais de São José do Rio Pardo e região. Duas semanas atrás isso foi feito na rua do Rotary Club e arredores, no centro, e nesta semana a mesma coisa aconteceu em alguns locais da Vila Formosa. Há informações de que o mesmo serviço ocorreu também em Casa Branca.

O trabalho principal, basicamente, consiste na substituição de fios antigos por cabos com três cores – azul, vermelho e cinza -, acoplados a um fio grosso descoberto, que serve como instrumento de sustentação dos demais e é considerado um fio neutro. Cada fio, segundo se comenta, tem potencial para conduzir até 11 mil volts.

Vários homens e caminhões da empresa trabalham juntos nos locais onde o serviço é efetuado. Há troca de cruzetas de madeira no alto dos postes por cruzetas novas de concreto, muito mais resistentes e duradouras; há também, em vários casos, a substituição de transformadores antigos por outros, novos.

A informação que chegou ao jornal é que esse serviço integra um projeto da CPFL de aumentar a segurança de seu rede de transmissão de energia elétrica em todos os municípios nos quais ela atua. E, para aumentar a segurança, a empresa troca componentes por similares mais resistentes às intempéries.

O ponto negativo nesse serviço é que prejudica as empresas das cidades que necessitam de energia para trabalhar ou produzir suas mercadorias, já que as interrupções de luz feitas pela CPFL costumam durar cinco, seis ou mais horas. O jornal soube que um açougueiro de São José do Rio Pardo, para não perder todo o estoque de carnes que tinha em seu freezer para um final de semana, quando o movimento de vendas aumenta, precisou alugar um gerador e pagou R$ 1,5 mil para usa-lo apenas um dia.

Confira também

Prazo para cadastro biométrico acaba dia 19

Eleitores que não realizarem o recadastramento terão o título cancelado O recadastramento biométrico está quase …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *