Início / Cidade / Cidade atinge 90% das vacinações básicas

Cidade atinge 90% das vacinações básicas

Cidade atinge 90% das vacinações básicas

Êxito é atribuído à descentralização dos serviços de saúde nos bairros do município

 

Das campanhas de vacinação do calendário básico do Ministério da Saúde para todo o país, São José do Rio Pardo conseguiu atingir uma cobertura de quase 90% em 2018. Esse resultado, avaliado como muito positivo pelos profissionais da saúde do município, está sendo atribuído ao processo de descentralização dos serviços básicos de atendimento à população que foi implantado.

Juliana Marçal Flausino, articuladora da Atenção Básica, diz quehoje existe uma sala de vacina no Centro de Saúde, uma no Vale do Redentor e outra no Carlos Cassucci. Há também uma responsável pela aplicação de vacinas nas ESFs São José e Domingos de Sylos e na Saúde da Mulher. Esses pontos descentralizados de vacinação, na opinião de Juliana, contribuíram para alcançar um número maior de pessoas em São José do Rio Pardo no ano passado.

“E estamos descentralizando outros serviços também. Obedecendo aos princípios do SUS, estamos cada vez mais tentando colocar esses serviços próximos às pessoas. Então contamos também com um atendimento em ginecologia em todas as Unidades de Saúde da Família nos bairros Vale,Cassucci, Domingos de Sylos e o Jardim São José”, prosseguiu. “Foi iniciado atendimento na Unidade de Saúde do Buenos Aires, onde o médico também faz o atendimento do pré-natal às mulheres. Temos ainda uma médica que faz atendimento às crianças nesses bairros e, assim, cada vez mais levamos esses atendimentos para mais perto dessas pessoas”.

Juliana diz ainda que está sendo aguardado o credenciamento do Ministério da Saúde ao pedido de mais equipes para a Saúde da Família do bairro Natal Merli e do bairro Buenos Aires. Foram solicitados também recursos para atendimento odontológico nos bairros nos quais esse serviço ainda não existe. Além disso, o teste do pezinho, antes feito apenas na Maternidade do Hospital, passará a ser realizado também nas Unidades de Saúde dos bairros a partir deste mês de fevereiro, sempre entre 3 a 5 dias após o nascimento dos bebês.

Saúde da Mulher

Rita Billota, enfermeira coordenadora do Centro de Referência da Saúde da Mulher em São José, explicou ao jornal que naquela unidade são realizados todos os procedimentos que acompanham as várias fases pelas quais a mulher passa, havendo também atendimento a homens. O objetivo, no caso das mulheres, é atuar na prevenção aos cânceres de colo de útero e de mama, com direcionamentos a testes de gravidez, exames de pré-natal, planejamento familiar, ginecologia.

Segundo Rita, as mulheres que moram na zona rural podem entrar em contato com a Saúde da Mulher, explicar o problema que estão sentindo e receber um primeiro direcionamento. O atendimento inicial a elas, no posto que vier a ser indicado, estará sendo feito sempre por um profissional de enfermagem. A partir de 14 anos, as jovens são direcionadas para os serviços de saúde necessários, especialmente ginecológicos, havendo após isso um acompanhamento periódico.

FOTOS

Juliana Marçal Flausino, articuladora de Atenção Básica: descentralização ajudou

Rita Billota, enfermeira e coordenadora da Saúde da Mulher: atuação preventiva

Confira também

Uma em cada quatro cidades do país tem água com agrotóxico, inclusive São José

São José do Rio Pardo está incluída, além de outras 1.395 cidades, diz o Ministério ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *