terça-feira , 25 fevereiro 2020
Início / Cidade / Centro de Especialidades Médicas poderá ser inaugurado em 60 dias
Prédio da UPA em São José do Rio Pardo: local acolherá Centro de Especialidades

Centro de Especialidades Médicas poderá ser inaugurado em 60 dias

Oncologia, especialidades do PPA Central e ultrassom serão transferidos para o novo prédio

O prédio que foi construído para ser utilizado como UPA em São José do Rio Pardo, foi finalizado em maio de 2018, no entanto, ainda não foi inaugurado.

Segundo a secretária de Saúde, Márcia Biegas, a decisão da administração municipal é usar o prédio como um Centro de Especialidades Médicas, e não como UPA, como o jornal já havia divulgado em outra edição.

Motivo

“Depois de muitos estudos e análises, além de uma ideia do Ministério da Saúde de que o prédio não fosse utilizado como UPA, creio que em 60 dias, os serviços já estejam funcionando. Como a maioria das pessoas já sabem, o ambulatório de oncologia vai ser transferido para lá, sairá do espaço da Santa Casa. Com isso nós teremos uma economia no aluguel. As especialidades do PPA Central, também irão para lá. Então teremos um ambulatório de especialidades médicas, o serviço de ultrassom que hoje se encontra no Jardim Aeroporto junto com a fisioterapia, que já foi apontado pela Vigilância Sanitária e pelo Tribunal de Contas como um espaço não adequado, devido à falta de banheiro na sala de exames, também irá para esse prédio. Será feito em uma sala apropriada, com banheiro, com todas as exigências que a Vigilância solicita”, destaca Márcia.

 “A parte administrativa da Secretaria de Saúde, a financeira, atenção básica, sala da secretária e do diretor, também irão para lá. Além do SAD (Serviço de Atenção Domiciliar), que começará a funcionar nesse novo prédio”, explica.

Mais espaço

“Com isso iremos liberar um espaço no andar superior de onde é atualmente a Secretaria da Saúde, para que se amplie o arquivo. O prédio já não tem mais espaço para guardar os documentos, pastas dos pacientes, suplementos. Então o andar superior da Secretaria de Saúde será destinado para guardar essa documentação. A minha sala, da secretária da Saúde, será destinada ao Conselho Municipal de Saúde para, que independente dos próximos anos, ele possa usar o espaço da saúde para não precisar mais fazer as reuniões na Câmara ou em qualquer outro lugar”, informa.

Últimos detalhes

Segundo Márcia, nessa semana foi instalada a energia elétrica no prédio. “Agora estamos finalizando a parte elétrica interna, porque os fios foram roubados no ano passado. Faremos as adequações, tudo o que o Corpo de Bombeiros pediu. Só poderemos nos mudar depois de feitas as adequações. Tudo o que iríamos fazer, se fossemos usar o prédio como UPA, ainda teríamos que fazer, mesmo com essa nova utilidade. Não gastaremos à toa. Creio que em no máximo 60 dias, essas mudanças terão sido feitas”, calcula a secretária.

Ministério da Saúde

“É bom salientar que não há mais um interesse do Ministério da Saúde, em investir nas UPA´S. Por isso eles fizeram uma portaria facilitando a documentação dos municípios, para utilizar esses prédios para outros serviços dentro da saúde. A criação de UPA sem análise prévia, trouxe um grande prejuízo ao Ministério da Saúde. Estamos muito confiantes de que tudo sairá sem problemas”, encerra.


Márcia Biegas, secretária municipal de Saúde: Serviço de Atenção Domiciliar também irá para o novo prédio

Confira também

Projeto ‘Lobos do Pardo’ captura o oitavo lobo-guará em São José

Foi o primeiro animal capturado em 2020 na região atendida pela AES Tietê; depois ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *