segunda-feira , 18 janeiro 2021
Início / Cidade / Após 7 meses fechado, cinema reabre em São José com 40% da capacidade
Filmes em cartaz: cinema rio-pardense não mostrava isso desde 25 de março

Após 7 meses fechado, cinema reabre em São José com 40% da capacidade

Com menos colaboradores e seguindo os protocolos, Cine A retornou às atividades no dia 23 de outubro

Fechado desde o dia 25 de março, o Cine A Rio Pardo (Cine Colombo) retomou suas atividades no dia 23 de outubro, em uma sexta-feira, totalizando praticamente sete meses sem funcionamento. Assim como teatros, museus e agências de viagem, o cinema foi uma das áreas mais afetadas financeiramente durante a pandemia pelo tempo em precisou permanecer sem atividade.

Gabriel Martins, gerente do ‘Cine A Rio Pardo’, concedeu uma entrevista à Gazeta do Rio Pardo para contar como o estabelecimento se manteve durante os meses que permaneceu sem poder exercer suas atividades. Além disso, ele comentou sobre prejuízos, demissões e medidas de higienização que estão sendo tomadas, seguindo as normas do Ministério da Saúde.

“Foram sete meses de fechamento. Nós tentamos de certa forma expandir os serviços, fizemos um delivery no mês de maio e junho com alguns combos, enviando a pipoca quentinha na casa dos clientes. Funcionou durante algumas semanas, mas o retorno financeiro acabou não compensando pelos gastos que estávamos tendo. Optamos por cancelar esse serviço, e depois acabamos apenas aguardando as boas notícias da reabertura do cinema”, explicou.

Segundo o gerente, para manter o cinema durante esse tempo que passou fechado, os colaboradores economizaram em tudo o que foi possível. “Economizamos energia elétrica, gastos de dentro do cinema, tivemos os cuidados necessários com os equipamentos, tivemos que manter dessa forma. A maior dificuldade foi manter tudo sem perdas. Isso desde os equipamentos até os produtos que já haviam sido comprados. Tínhamos refrigerantes, chocolates, balas, e até mesmo milho de pipoca entre outros produtos perecíveis. Foi um cuidado muito grande para evitar perdas. Alguns produtos chegaram perto da data de validade e não tinha o que fazer. Eles acabaram sendo vendidos, vendi para lanchonetes com um valor menor, conforme foram chegando próximo a data de validade. Mas alguns produtos acabaram vencendo e precisaram ser descartados, infelizmente”, disse.

“Tivemos cerca de 12 sacos de milho que se perderam, não teve o que fazer. O maior problema para nós foram esses produtos que são vendidos no cinema”, relatou o gerente.

Demissões

“Infelizmente tivemos demissões em nossa unidade por conta da pandemia. Após uma semana de fechamento já tivemos a dispensa de colaboradores, não tinha muito o que fazer com relação a isso. Mas foi uma medida de segurança, porque não sabíamos como ficaria a questão dos cinemas, da cultura. A área da cultura foi uma das últimas a retornar. Para que a situação não se agravasse com os colaboradores, o jurídico acabou dispensando 60% dos funcionários. Continuamos com alguns aqui no cinema, mas infelizmente tivemos essas demissões”, informou.

Reabertura  

“Quando reabrimos no dia 25 foi tudo meio corrido, porque o decreto saiu e o pessoal já queria fazer a reabertura o quanto antes. Nos três primeiros dias tivemos um público bem tímido, mas conforme o pessoal foi descobrindo que o cinema havia aberto, isso foi ajudando bastante”, contou.  

Medidas preventivas

Distanciamento e uso do álcool em gel foram duas das medidas adotadas

O Cine A tem uma sala com 204 lugares, incluindo os assentos para deficientes. Gabriel explicou que atualmente, respeitando o decreto municipal e as normas do Ministério da Saúde, o cinema pode receber no máximo 81 pessoas para atingir exatamente os 40% que o local pode comportar. “Obviamente não temos a superlotação como tínhamos antes”, destacou.

“Sobre as medidas higiênicas, nós estamos com álcool em gel em toda unidade e temos uma pessoa responsável para medir a temperatura de quem entra no cinema, com um álcool em gel na mão para desinfetar assim que o cliente entra. Temos um intervalo entre 20 e 30 minutos após um filme, porque higienizamos todos os assentos. Em toda sessão essa medida é realizada. Temos que fazer a limpeza dos assentos para não ter nenhum risco de contaminação, já que nossa sala é fechada e não tem ventilação, com exceção do ar-condicionado”, informou.

“Todos os colaboradores também têm a temperatura aferida e utilizam máscara o tempo todo. Eles lavam os uniformes em casa, mas só podem colocar aqui dentro do cinema para não haver problemas com relação a contaminação”, acrescentou.

Lançamentos adiados

Por conta da pandemia, grandes lançamentos que estavam previstos para esse ano, acabaram sendo adiados. “Teremos muitos sucessos que virão apenas no ano que vem. Para esse ano foram poucos os que restaram, acho que o de maior renome que virá esse ano é o filme da ‘Mulher Maravilha 1984’, que seria uma continuação direta do primeiro filme passando por uma cronologia de ‘Liga da Justiça’. Até o momento o filme está marcado para estrear dia 25 de dezembro, mas até lá poderemos ter mudanças, ainda não sabemos como vai ser. Infelizmente muitos filmes de renome ficaram para o ano que vem, e alguns nem passaram no cinema, fora direto para plataforma de streaming”, informou.

“Mas temos filmes ótimos estreando, apesar de não serem muito populares como o citado. Teremos o ‘Tenet’, um novo filme de ação muito bom com o ator Robert Pattinson. O pessoal está muito curioso para saber como ele desempenhará o papel no Batman, dá para tirar um gostinho de leve, embora os personagens sejam diferentes, de como é o trabalho dele em um filme de ação”, contou Gabriel.

Venda de ingressos

Os ingressos estão sendo vendidos pela internet e presencialmente pela bilheteria. “Aconselhamos as pessoas a comprarem pela internet, para evitar um pouco o contato com outras pessoas, mas o número de pessoas que compram pessoalmente é maior”, destacou.

Além dos ingressos, outros produtos podem ser comprados pelo site. Após a compra, são retirados no cinema no dia da sessão.

“Quando a pessoa compra o ingresso, as cadeiras laterais são apagadas para poder ter esse distanciamento. Você pode comprar mais de um ingresso para pessoas do seu núcleo familiar irem com você, vão sentar-se juntos, porém as laterais serão automaticamente canceladas, para que haja pelo menos uma cadeira de distância”, encerrou.

Para informações sobre filmes em cartaz, compra de ingressos e produtos, acesse www.cinea.com.br.

Confira também

Nova lei de trânsito: conheça o que mudou

Renovação da CNH poderá ser feita a cada dez anos para quem tem até 50 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *