quinta-feira , 2 julho 2020
Início / Cidade / Alimentos vencidos: Secretária da Educação esclarece fatos
Imagem ilustrativa da internet

Alimentos vencidos: Secretária da Educação esclarece fatos

A secretária municipal de Educação, Kátia Alencar, procurada pela Gazeta, enviou esclarecimento sobre as fotos veiculadas em redes sociais dando conta de que alimentos estariam vencidos e estragando na Secretaria Municipal de Educação. O vereador Rafael Kocian postou o assunto nas redes sociais.

Segundo a secretária, as fotos veiculadas foram tiradas ANTES DO INÍCIO DA PANDEMIA e não recentemente. Os alimentos que estavam naquela Secretaria foram doados para a Secretaria de Assistência Social após a suspensão das aulas presenciais.

Kátia lista os itens doados, que incluem vários quilos de maçã, cebola, batata doce, batata inglesa, alho, além de potes de margarina, pacotes de pipoca, feijão, ovos etc.

Kátia esclarece ainda que, mesmo com a pandemia, o setor de Alimentação está funcionando e orientando diariamente as gestoras nos procedimentos a serem executados.

Segue a nota de esclarecimento do setor de alimentação escolar:

“Vimos por meio deste esclarecer o que de fato ocorre no setor de alimentação escolar em relação aos gêneros alimentícios e sua distribuição nesse momento de pandemia.
No dia 16 de março de 2020, foi publicado o decreto municipal nº6188 no qual suspendia as aulas, sem previsão de retorno, a partir do dia 23/03/2020. No dia 17 de março de 2020, o setor de alimentação escolar enviou o ofício 50/2020 orientando as merendeiras sobre o armazenamento correto dos hortifrutigranjeiros.
Foi orientado ainda para as gestoras que trouxessem os gêneros alimentícios estocáveis próximo ao vencimento para o setor de alimentação escolar.
O setor por sua vez, segundo orientação da UNDIME e ofício 59/2020, realizou a doação dos mesmos para a secretaria de assistência social.
Atualmente temos no setor a quantidade de gêneros estocáveis em anexo. Tais produtos foram adquiridos com recurso próprio. Seguem também fotos do estoque com data de validade visível e os gêneros citados serão utilizados no retorno das aulas previsto para 01/07/2020.
Devido a quantidade de 4013 alunos , os itens em estoque no setor seriam insuficientes para a distribuição de kits, teríamos que solicitar dotação de recurso próprio para tal execução. Com isso, em reunião com a Secretaria Municipal de Educação, Setor de Alimentação Escolar e o Executivo foi decidido utilizar o “cartão merenda” no qual entrará provavelmente em vigor no final de maio ou início de junho com valores retroativos.
Dessa forma as fotos que foram veiculadas em redes sociais foram tiradas antes do início da pandemia e não recentemente.
Segue abaixo a listagem dos itens que foram doados a Secretaria de Assistência Social:
• 41,4 kg de maçã;
• 8,65 kg de cebola;
• 4,6 kg de batata doce;
• 1,25 kg de batata inglesa;
• 1,3 kg de alho;
• 42 potes de 500g de margarina, com validade 11/04/2020;
• 4 pacotes de 500g de milho para pipoca, com validade 17/05/2020;
• 1kg de feijão com validade 29/05/2020;
• 1 pacote de 500g de rosquinha de chocolate, com validade 15/04/2020;
• 1 pacote de 500g de rosquinha de coco, com validade 19/04/2020;
• 4 pacotes de 500g de farinha de mandioca, com validade 28/04/2020;
• 77,5 dúzias de ovos;
• 30kg de farinha de trigo, com validade 02/06/2020;
Mesmo em pandemia, o setor de alimentação está funcionando, orientando diariamente as gestoras nos procedimentos a serem executados”.

Confira também

Munícipes reclamam e Folharini fala em reativar semáforo na Av. Belmonte

“Entramos em contato com a empresa Sema Seg e pedimos uma visita técnica”, afirma o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *