segunda-feira , 27 junho 2022
Início / Educação / Tribunal de Contas aponta irregularidades em escolas municipais
Imagem ilustrativa da internet

Tribunal de Contas aponta irregularidades em escolas municipais

Uma fiscalização do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), realizada em 348 municípios do Estado, incluindo a Capital, revelou diversos problemas nas estruturas físicas nas escolas.

Foram avaliadas 485 unidades de ensino – sendo 345 escolas municipais e 140 estaduais, mobilizando um total de 502 Agentes da Fiscalização do Tribunal de Contas.

O levantamento, realizada de forma surpresa e simultânea, mostrou que 84,27% das escolas não têm Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) válido. O documento certifica que a edificação atende a um conjunto de medidas estruturais, técnicas e organizacionais de prevenção e combate contra incêndio e pânico.

Segundo os dados, 59,01% das unidades escolares sob responsabilidade municipal e estadual têm banheiros inadequados ao uso de alunos, professores e funcionários. Falta de tampa nos vasos sanitários, ausência de sabão para limpeza das mãos e de papel higiênico foram alguns dos apontamentos feitos.

Além disso, em 63,82% dos veículos utilizados para transporte dos estudantes também foram constatadas irregularidades. Durante a inspeção, o Tribunal de Contas encontrou bancos e assentos quebrados, cintos de segurança em condições precárias, extintores de incêndio vencidos, pneus carecas e Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) irregulares.

A fiscalização ordenada, realizada no dia 28 de abril, foi a segunda de 2022 e checou a infraestrutura das escolas, bem como o fornecimento de água, manutenção e limpeza dos ambientes, salas de aulas, banheiros, cozinhas, locais de convivência, pátios e quadras esportivas. A vistoria incluiu, ainda, inspeções em transporte escolar, uniformes, equipamentos, materiais didático-pedagógicos e computadores com acesso à internet.

Todas as Prefeituras e órgãos estaduais serão notificados pelo TCESP a corrigir e prestar esclarecimentos detalhados sobre cada caso.

Em São José do Rio Pardo, a escola vistoriada foi a EMEB Profa. Stella Maris Barbosa Catalano. Dentre as irregularidades encontradas pelos agentes da fiscalização, estava o acondicionamento inapropriado de alimentos da merenda escolar.

Outras cidades

Aqui na região, também fora, vistoriadas a seguintes cidades e unidades escolares

AGUAÍ – EMEF Zulmira Moraes Legaspe Mamede

CACONDE – EMEB Professor Walter Gomes Juste

CASA BRANCA – EMEB Doutor Rubião Júnior

DIVINOLÂNDIA – EMEB Euclides da Cunha

SÃO JOÃO DA BOA VISTA – EMEB Luiza de Lima Teixeira

TAPIRATIBA – EMEB Dona Yolanda Pereira de Faria

Confira também

Antibióticos líquidos estão em falta nas farmácias

Justificativa é que matéria prima vem da China e país está com dificuldade na exportação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *