Início / Policiais / Enfermeira de UPA é detida por desacato e afirma: “A gente deixa um tanto morrer”

Enfermeira de UPA é detida por desacato e afirma: “A gente deixa um tanto morrer”

Uma enfermeira foi detida por desacato durante uma festa de carnaval em Poços de Caldas, no sábado, dia 2. Segundo o boletim de ocorrências da Polícia Militar, durante a ação, ela teria afirmado que trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade e dito: “lá a gente deixa um tanto morrer”.

Segundo a PM, a confusão começou por volta das 2h, quando a enfermeira, de 33 anos, teria empurrado uma policial militar e começado a ofendê-la. Ao ser detida e conduzida para o registro do boletim de ocorrência e um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), ela teria passado a gritar com os agentes.

“Eu trabalho na UPA, vocês levam porcaria para a gente. Ainda bem que lá a gente deixa um tanto morrer e eu espero que numa dessa, a próxima seja a mãe de vocês, seus vagabundos”, diz o boletim.

Ainda conforme a Polícia Militar, ela teria reforçado a afirmação. “Eu espero que algum parente seu vá parar na UPA e caia na minha mão, para eu deixar ele morrer”.

A enfermeira assinou o TCO e foi liberada em seguida.

De acordo com matéria do portal G1, o secretário de Saúde de Poços de Caldas, Flávio Togni de Lima Silva, ressaltou que a enfermeira não estava em horário de trabalho, mas afirmou que uma sindicância vai ser aberta para apurar as afirmações feitas por ela.

Confira também

Olimpíada Brasileira de Robótica: Rio-pardenses se classificam para etapa estadual

Os alunos da Super Genius Makers, escola particular de robótica em São José do Rio ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *