Início / Policiais / Enfermeira de UPA é detida por desacato e afirma: “A gente deixa um tanto morrer”

Enfermeira de UPA é detida por desacato e afirma: “A gente deixa um tanto morrer”

Uma enfermeira foi detida por desacato durante uma festa de carnaval em Poços de Caldas, no sábado, dia 2. Segundo o boletim de ocorrências da Polícia Militar, durante a ação, ela teria afirmado que trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade e dito: “lá a gente deixa um tanto morrer”.

Segundo a PM, a confusão começou por volta das 2h, quando a enfermeira, de 33 anos, teria empurrado uma policial militar e começado a ofendê-la. Ao ser detida e conduzida para o registro do boletim de ocorrência e um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), ela teria passado a gritar com os agentes.

“Eu trabalho na UPA, vocês levam porcaria para a gente. Ainda bem que lá a gente deixa um tanto morrer e eu espero que numa dessa, a próxima seja a mãe de vocês, seus vagabundos”, diz o boletim.

Ainda conforme a Polícia Militar, ela teria reforçado a afirmação. “Eu espero que algum parente seu vá parar na UPA e caia na minha mão, para eu deixar ele morrer”.

A enfermeira assinou o TCO e foi liberada em seguida.

De acordo com matéria do portal G1, o secretário de Saúde de Poços de Caldas, Flávio Togni de Lima Silva, ressaltou que a enfermeira não estava em horário de trabalho, mas afirmou que uma sindicância vai ser aberta para apurar as afirmações feitas por ela.

Confira também

Homem manteve esposa em cárcere privado em Poços de Caldas

Um vendedor de 38 anos e uma vendedora de 36, foram presos no fim da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *