sexta-feira , 27 novembro 2020
Início / Cidade / Semana Euclidiana de 2020 será online
Ana Paula Lacerda, diretora de cultura do DEC e Renata Aga, coordenadora de cultura

Semana Euclidiana de 2020 será online

Shows que aconteciam todos os anos presencialmente, serão feitos através de lives

Ana Paula Lacerda, diretora de cultura do DEC e da Casa de Cultura Euclides da Cunha, e Renata Aga, coordenadora de cultura, concederam entrevista à rádio Difusora no dia 7 de julho, terça-feira, para falar sobre a Semana Euclidiana 2020 e as dificuldades que os artistas e trabalhadores da área têm enfrentado. A novidade deste ano é que o evento, pela primeira vez, será totalmente online.

“Quando tudo isso começou foi um choque. Lidar com a cultura tem toda aquela questão do calor humano, da socialização entre as pessoas, a cultura é isso. Identidade, valorização, aconchego. Não tem como realizar a cultura sem a aglomeração, estamos tendo que nos adaptar. Foi bem próximo ao aniversário da cidade, já estavam programados todos os eventos, e tivemos que cancelar tudo, sem um tempo hábil para replanejar. Foi um susto”, disse Ana.

“Estamos realizando algumas atividades online junto ao governo do estado, que tem disponibilizado bastante oficinas culturais e estamos fazendo dessa forma, tentando fazer esse intercâmbio cultural pela internet. Tivemos há pouco tempo uma live da Fábrica de Expressão que foi um sucesso, ela teve a questão cultural, mas teve também solidariedade. Fizemos para arrecadar fundos para o asilo Lar de Jesus. O ‘Samba entre amigos’ fez uma live em parceria com o DEC que também foi muito boa”, relembrou.

Semana Euclidiana

 “Esse ano a Semana Euclidiana vai ser atípica. Costuma ser aquele calor humano, aulas presenciais, para no final fazerem a maratona, que são as provas. Esse ano não vai ter nada disso. Será tudo através de lives. Os maratonistas farão as aulas online”, disse Renata.

“Em 2009 a Semana Euclidiana mudou a data por causa da gripe suína. Mas chegamos à conclusão de que não adianta mudar a data porque não sabemos quando isso vai acabar. Não teria o porquê mudar. Mas não queríamos deixar passar em branco a Semana Euclidiana. Conversando com os professores, com o pessoal do Conselho Euclidiano, decidimos fazer uma Semana Euclidiana online. Não serão nos mesmos moldes, teremos que fazer adaptações. Separamos os estudos por ciclos. Mas compilamos algumas séries para elas participarem de lives juntas. Faremos uma live por dia para cada turma, e iremos elaborar algumas coisas para marcar a maratona”, explicou Ana.

“A programação que tem shows, faremos por live também, para apoiar e valorizar os artistas da cidade. Teremos um material de estudos. Pessoas do Rio de Janeiro já me mandaram mensagens, de cidades de outros estados também. Muitas pessoas estão perguntando como vai ser a Semana Euclidiana. De certa forma vamos conseguir atingir um público legal por ser online. Pessoas que não poderiam estar presentes, estarão de forma online”, declarou.

“Criamos uma página no Instagram chamada Semana Euclidiana 2020, onde estaremos divulgando semanalmente algumas coisas que estão acontecendo e em breve lançaremos a programação. Tudo o que for oficial vai sair na página da Prefeitura e do Dec”, informou a diretora.

“Estamos tendo apoiadores e patrocinadores graças a Deus. Pessoas que acreditam e confiam no nosso trabalho. Teremos a presença da jornalista Neide Duarte, da Globo”, completou.

Dificuldades

Ana Paula Lacerda falou sobre o desafio que os profissionais da área da cultura encontram no Brasil.

“A primeira dificuldade é a desvalorização da cultura, que vem da própria população e das pessoas que estão no poder de modo geral. Quando tem algum corte de verba, corta-se primeiro da cultura. Não falo a nível municipal, mas sim nacional. Eu entendo que o país está passando por um momento de dificuldade que não é de hoje, já está acontecendo há muito tempo. Mas acho que falta olhar com um pouco de carinho para a área cultural. Cultura e Educação andam juntas. Se houver essa conscientização de que a educação e cultura fazem parte da construção de uma sociedade melhor, podemos construir muitas coisas juntos, e aí o país muda”, encerrou.

Confira também

Rodrigo Ribeiro, o “Buiu”, fala sobre referência negra, racismo, e projeto pessoal

Para ele, lei deveria ser mais severa com relação ao racismo No dia 9 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *