quarta-feira , 12 agosto 2020
Início / Cidade / Monitoramento começa na entrada principal da cidade
Equipe de saúde inicia monitoramento ( Crédito: Juliana Flausino)

Monitoramento começa na entrada principal da cidade

Prefeitura declara que o bloqueio será de orientação e não restritivo

A partir de hoje, quarta-feira, dia 20 de maio, a Prefeitura de São José do Rio Pardo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica, Guarda Civil Municipal, DEC e Fundação Educacional, iniciaram um monitoramento na entrada principal do município.

” Será uma barreira sanitária, não um bloqueio. A ação tem como principal objetivo, o controle das pessoas que estarão chegando ao município. No local será verificada a temperatura corporal, e serão oferecidas aos condutores e passageiros, informações sobre a Covid-19″, disse Juliana Flausino, secretária da saúde.

O monitoramento está sendo feito por equipe de enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas.

“Essa equipe de saúde foi orientada para fazer uma triagem desses viajantes, com apoio dos estudantes do curso técnico de enfermagem. Essas pessoas terão que responder algumas perguntas, que tem como finalidade reforçar as medidas de combate ao coronavírus, pensando nesse megaferiadão que foi decretado no município de São Paulo, podendo trazer um número grande de pessoas para cá. Nossa intenção é que nosso número de casos positivos não aumente. Por conta desse monitoramento pode haver filas de veículos na entrada da cidade, então pedimos paciência. Essa ação foi pensada para o benefício de todos”, completou a secretária.

Quem apresentar febre será orientado a procurar um serviço de saúde, de preferência em seu município de origem. Para os munícipes que residem na cidade, serão orientados a procurar o PPA no caso de adultos, e a pediatria no caso de crianças, até ás 19h00. Depois desse período, o ponto de referência será o Pronto Socorro.

Lembrando que na sessão ordinária desta terça-feira, na Câmara Municipal, dia 19 de maio, uma propositura de autoria do Legislativo sugeriu a adoção de barreiras sanitárias nas vias de acesso ao município, em razão do megaferiadão instituído na capital paulista – dias 20, 21, 22, 23, 24 e 25. De autoria do vereador Rafael Kocian, a indicação foi assinada por todos os vereadores. O tema também foi discutido pelo Comitê de Crise do Coronavírus e acabou sendo adotado pela Prefeitura Municipal, que garantiu que o bloqueio será de orientação e não restritivo.

Quem apresentar febre será orientado a procurar um serviço de saúde, de preferência em seu município de origem ( Crédito: Juliana Flausino)

Confira também

Com vendas em alta, comércio espera bom resultado no Dia dos Pais

Vendas de junho e julho aumentaram em 80%, diz Paulo Olivieri, presidente da Associação Comercial …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *