segunda-feira , 1 março 2021
Início / Cidade / Banco do Brasil mudará de prédio em março e pode virar posto de atendimento
Sede atual do BB em São José

Banco do Brasil mudará de prédio em março e pode virar posto de atendimento

BB inicia programa de demissões voluntárias e fechamento de 361 agências no país

Banco do Brasil anunciou na semana passada que abriu um programa de demissão voluntária e que fechará 361 unidades até junho, entre agências, postos de atendimento e escritórios. O programa de demissão, que vai até o final de fevereiro, prevê o desligamento de pelo menos 5 mil pessoas O objetivo é economizar R$ 3,7 bilhões ainda este ano.

Gazeta do Rio Pardo obteve a informação de que a agência do BB em São José do Rio Pardo, que está para ser transferida para o antigo prédio da Nossa Caixa Nosso Banco (em frente a Praça da Matriz), não será fechada, mas, segundo fontes extraoficiais, possivelmente será transformada em posto de atendimento.

O jornal tentou contato com a gerência do banco em São José para saber mais detalhes, mas foi informado que apenas a assessoria de imprensa do BB poderia passar informações. A empresa que faz a reforma do prédio da antiga NCNB tem até o dia 7 de fevereiro para conclui-la e, depois disso, o BB já começará a instalar seus equipamentos. A partir de março, provavelmente, a agência já comece o atendimento aos clientes no novo endereço.

Agência começará a atender em novo endereço

7 agências serão fechadas na região

Nesta região próxima a São José do Rio Pardo, segundo as informações levantadas pelo jornal, serão fechadas agências em Aguaí (Rua Capitão Silva), Espírito Santo do Pinhal (Rua Independência), Mococa (Rua Quinze), Porto Ferreira (Bairro Nova Porto), Santa Cruz das Palmeiras (Rua Palmeiras), São João da Boa Vista (Bairro Nova São João) e Vargem Grande do Sul (Rua do Comércio).

Segundo o comunicado do BB, das 361 unidades a serem fechadas, 112 são agências, 242 são postos de atendimento e sete são escritórios.

Pelo menos 243 agências serão convertidas em postos de atendimento no país e 8 postos de atendimento serão transformados em agências. Outras 145 unidades de negócios serão transformadas em lojas Banco do Brasil, sem guichês de caixas. O banco informou ainda a criação de 28 unidades de negócios, sendo 24 especializadas em agronegócio.

55 fecharão em São Paulo

A cidade de São Paulo será a mais afetada do Brasil com o corte de agências. No total, 55 agências paulistanas serão fechadas, sendo que 42 delas devem virar posto de atendimento. Campinas terá um corte de 6 agências, Ribeirão Preto 4, São José do Rio Preto 4, Jundiaí 3, Piracicaba 3, dentre as cidades paulistas mais afetadas.

Confira também

Prefeitura decretará novo pacote de restrições por 15 dias

Em reunião realizada na noite de ontem, quarta-feira (24), o comitê de enfrentamento à pandemia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *