Início / Últimas Notícias / Vacina contra a gripe H1N1 começa dia 23

Vacina contra a gripe H1N1 começa dia 23

Vacina contra a gripe H1N1 começa dia 23

Gisele Cristina Santos Flausino

 

O chamado Dia D será 12 de maio e idosos da cidade já estão mais conscientes

A campanha de vacinação de 2018 contra a gripe (H1N1) em todo o país terá início no dia 23 de abril e em São José do Rio Pardo os preparativos já estão sendo feitos. O assim chamado “Dia D” está previsto para o dia 12 de maio, sábado, quando todas as cidades do Brasil estarão com suas estruturas de saúde mobilizadas para alcançar o maior número possível de vacinados.

Gisele Cristina Santos Flausino, enfermeira do Centro de Saúde e da Vigilância Epidemiológica, explica que esse início de campanha acontece tradicionalmente no começo do outono para que as pessoas vacinadas fiquem imunizadas no inverno, quando o vírus circulante é mais forte e perigoso.

“É para adquirir a imunidade proporcionada pela vacina e, com isso, quando o inverno chegar, essa imunidade esteja maior naqueles que tiverem recebido a vacina”, confirmou a enfermeira.

Ela disse que nos últimos anos tem ocorrido uma conscientização maior entre os moradores idosos de São José do Rio Pardo, os quais parecem estar mais conscientes com relação à necessidade de prevenção. A adesão desse público às campanhas tem sido boa, assegurou ela, e o medo de ficar com gripe após receber a vacina tem diminuído.

Gisele lembra que o vírus da gripe é mutante e variável, aumentando com isso o grupo de risco entre as pessoas ano após ano. Por conta disso, o objetivo do Ministério da Saúde é estar sempre fazendo a prevenção, razão pela qual as campanhas são feitas de forma anual.

“O que posso garantir é que é uma vacina segura, que realmente previne um agravo maior provocado por uma gripe e a melhor maneira ainda é a prevenção. O fato é que aumentou muito a adesão entre idosos, o que confirma que conseguimos diminuir um pouco a resistência deles à vacina”, prosseguiu.

Além dos idosos, farão parte dos grupos prioritários da campanha de vacinação de 2018: profissionais da saúde, crianças, gestantes. Depois destes haverá outros grupos e, em determinadas regiões do país, eles incluirão os povos indígenas e os presidiários.

 

 

Aumenta número de mortes por pneumonia causada pelo vírus B da gripe

Na temporada 2017 de gripe, o vírus influenza B chamou atenção: segundo dados do Ministério da Saúde, de 2016 para 2017, o número absoluto de mortes por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave, um grave tipo de complicação pulmonar) decorrentes do vírus B aumentou mais de duas vezes, passando de 59 casos para 152. Já o percentual de casos de SRAG pela cepa B aumentou 13%, com 642 registros em 2016 contra 726 registros no ano passado.

Levando em consideração que a circulação do vírus influenza é imprevisível, a forma mais efetiva de se prevenir contra a doença é a vacinação. No entanto, nem todas as vacinas tem ampla proteção contra o vírus B, que, como visto, pode ser o responsável por grande parte dos casos de gripe. A influenza B representa cerca de 25% das cepas circulantes e causa epidemias aproximadamente a cada 2 a 4 anos, segundo estudos.

A vacina influenza trivalente contém duas cepas A e uma B, enquanto que a vacina quadrivalente proporciona maior proteção, pois contém uma cepa B adicional, (duas A e duas B). Nas campanhas nacionais de imunização, são utilizadas as vacinas trivalentes. As vacinas quadrivalentes estão disponíveis no Brasil desde 2015 em clínicas particulares e em campanhas realizadas dentro de empresas que oferecem o benefício da vacinação para os funcionários.

Informações para imprensa

Alimentação correta ajuda na prevenção do câncer

Dia Mundial da Luta contra o Câncer foi lembrado no último dia 08 e chama a atenção para a discussão sobre a doença e como preveni-la

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – José Alencar Gomes da Silva (INCA), estima-se, para o Brasil, neste ano, a ocorrência de 600 mil novos casos de câncer. Segundo o INCA, a alimentação e a nutrição inadequadas são classificadas como a segunda causa de câncer que pode ser prevenida. Sendo que em países em desenvolvimento representam 20% dos casos e 35% das mortes.

Celebrado no dia 08 de abril, o Dia Mundial da Luta contra o Câncer abriu a discussão acerca da doença, seus riscos e como prevenir. Segundo Lucas Penchel, médico nutrólogo e diretor da Clínica Penchel, apesar de seu surgimento, na maioria das vezes, estar relacionado a uma série de fatores, como genética, hábitos não saudáveis e condições externas, a alimentação ainda possui um papel de extrema importância tanto na proteção quanto na causa do câncer; o aparecimento poderia ser evitado se adotado escolhas alimentares certas.

“Alguns alimentos ajudam a proteger o corpo do câncer. Em contrapartida, outros podem aumentar o risco. É o caso de alimentos ultraprocessados, açucarados, com conservantes ou prazo de validade extenso, como os produtos vendidos em caixinha ou saquinho” alerta Lucas. Ele explica que adotar uma dieta rica em alimentos in natura ou minimamente processados, frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas é o ideal para afastar o surgimento da doença. “Dar preferência para os alimentos da “terra”. Aquilo que plantamos e colhemos é saudável e a melhor opção sempre”, diz.

Como nenhum alimento é milagroso, o que são alcançados, ao procurar o acompanhamento de um profissional e transformar os hábitos em mais saudáveis, são a prevenção e auxílio no tratamento da enfermidade.

“O excesso de gordura corporal, principalmente em região abdominal, também é um fator que merece atenção dobrada. Essa condição altera os níveis hormonais e provoca um estado inflamatório que pode estimular a propagação celular e inibir a morte programada das células, o que aumenta o risco de ter câncer”, pontua Lucas. Para controlar este fator de risco, aliar a alimentação saudável à prática de atividade física regular é o indicado.

 

Dr. Lucas Penchel

Diretor Técnico da Clínica Penchel

Nutrologia (Faculdade de Medicina da Santa Casa- SP)

Medicina Esportiva – Universidade Católica de Petrópolis

Pós-Graduando em Endocrinologia (IPEMED)

 

Confira também

3º Concurso de Cafés de Águas da Prata – Prêmio Prefeito José Vilela Junqueira, aconteceu no dia 30 de setembro, no UniFEOB.

3º Concurso de Cafés de Águas da Prata – Prêmio Prefeito José Vilela Junqueira, aconteceu ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *