Início / Últimas Notícias / Polo leva música erudita a alunos da FEUC

Polo leva música erudita a alunos da FEUC

Polo leva música erudita a alunos da FEUC

Professor Júnior Gurgel diz que a qualidade do Polo em Rio Pardo é a mesma de Tatuí

 

Alunos do Conservatório Musical de Tatuí – Polo de Rio Pardo fizeram uma apresentação na noite de segunda-feira, 18 de junho, nas dependências da FEUC. Mostraram um pouco do amplo reportório musical que estão aprendendo e tiveram a regência do professor Júnior Gurgel.

Júnior Gurgel, professor de piano, piano correpetição e música de câmara do Polo de Rio Pardo, ficou satisfeito com a oportunidade de apresentar música de qualidade na FEUC. Lembrou que o Conservatório funciona há 70 anos em Tatuí e o Polo há 11 anos em São José, mas o trabalho desenvolvido aqui é exatamente como é feito na matriz, com a excelência do ensino e do corpo docente de lá, a tradição de qualidade de lá e até a “exportação de músicos”.

“E o principal objetivo é divulgar, levar música de ótima qualidade, proporcionando a audição de um novo repertório para toda a comunidade. Assim, é divulgado o trabalho do Conservatório e é feita uma seleção de talentos por toda a cidade de jovens alunos que queiram estudar ali e que, de outra forma, não teriam oportunidade de estudar música”, prosseguiu.

Como professor ele levou à FEUC na segunda-feira à noite diversos instrumentos, para que fossem tocados juntos com o piano. Houve apresentações solo no piano e as de reduções (piano fazendo parte de orquestra ou de quarteto), com os outros instrumentos. Os alunos de música que se apresentaram praticam em sala de aula com o professor e trabalham com Júnior Gurgel na complementação do piano ao repertório.

O professor comentou que a música erudita requer um primeiro contato para que a pessoa passe a gostar dela. Depois, porém, assegura que tudo se torna “apaixonante”. Ele lembra que a apresentação feita na FEUC já ocorreu também em outras escolas da cidade, municipais e estaduais, e em todas elas a receptividade dos ouvintes “está sendo excelente”.

Arioswaldo

Arioswaldo Rizzo de Andrade, professor de Artes da FEUC, acha que é muito importante que a música erudita seja transmitida com mais assiduidade a toda a população. “Estamos carentes de boa música”, disse. “E esse Polo de Tatuí nos dá oportunidade de conhecer a verdadeira música”.

Ele disse ficar feliz quando vê ex-alunos dele tocando instrumentos pelo Polo em apresentações muito bonitas como a que aconteceu na FEUC. “É uma oportunidade rara em que toda a população deveria participar. Vale a pena conhecer o trabalho deles”.

O professor enalteceu também o fato de que o Polo em São José é o único no Brasil fora de Tatuí e o parabenizou, ressaltando ainda que os rio-pardenses é que ganham com tal privilégio. Destacou que o curso de Artes da FEUC teve a oportunidade de, no final deste semestre, participar da apresentação do Polo.

“Isso mostra que a música erudita deve ser trabalhada não somente em espaços fechados, mas também em espaços públicos não convencionais porque a função da arte é ser levada a todos os indivíduos, sendo ela popular ou não”, concluiu.

Alunos da FEUC ouvem a apresentação dos instrumentistas do Polo Musical, com Júnior Gurgel como professor de piano

Confira também

Antônio Carvalhaes é condecorado em São Paulo

Antônio Carvalhaes é condecorado em São Paulo Rio-pardense foi pioneiro no país em processar dados ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *