Início / Últimas Notícias / “Perda de arrecadação tem que ser compensada”, diz ministro da Fazenda

“Perda de arrecadação tem que ser compensada”, diz ministro da Fazenda

“Perda de arrecadação tem que ser compensada”, diz ministro da Fazenda

 

Segundo a matéria publicada no G1, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta segunda-feira (28) que o governo pode subir tributos para compensar a redução no valor do diesel que foi anunciada com o objetivo de pôr fim à greve que chega ao oitavo dia. O presidente Michel Temer anunciou no domingo desconto de R$ 0,46 por litro de diesel por um período de 2 meses. E para chegar a esse valo o governo terá que bancar com dinheiro público a manutenção de um desconto de 10% no preço do diesel que havia sido anunciado pela Petrobras; e zerar as alíquotas da Cide e do PIS-Cofins que incidem sobre o combustível.

Guardia ainda afirmou que os recursos para fazer frente a esses gastos já estão previstos no orçamento. Entretanto, a perda de arrecadação com o corte da Cide e do PIS-Cofins pode ser compensada com o aumento de outros tributos. De acordo com o ministro a compensação é exigida por lei, e o governo não decidiu quais tributos vão subir.

Segundo ele, isso acontecerá somente após a aprovação pelo Congresso do projeto da reoneração da folha de pagamentos, que restabelece a cobrança de impostos previdenciários de alguns setores que haviam sido beneficiados a desoneração.

 Michel Temer anunciou neste domingo (27) novas medidas para atender as reivindicações da categoria. Ainda há protestos pelo país.

Greve dos caminhoneiros segue em estradas do Oeste Paulista (Foto: Reprodução/TV Fronteira)Greve dos caminhoneiros segue em estradas do Oeste Paulista (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Greve dos caminhoneiros segue em estradas do Oeste Paulista (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Três entidades de caminhoneiros ouvidas pelo G1 nesta segunda-feira (28) dizem que aceitam a proposta feita pelo governo para encerrar a greve que já dura 8 dias. Elas afirmam que estão comunicando os grevistas sobre o fim do movimento.

Outras entidades e lideranças, como a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e o Sindicato Interestadual dos Caminhoneiros Autônomos, não tratam a paralisação como encerrada. Ainda há protestos pelo país.

Neste domingo (27), o presidente Michel Temer anunciou a redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias, o estabelecimento de uma tabela mínima dos fretes e a isenção da cobrança de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios, em rodovias federais, estaduais e municipais.

Confira também

3º Concurso de Cafés de Águas da Prata – Prêmio Prefeito José Vilela Junqueira, aconteceu no dia 30 de setembro, no UniFEOB.

3º Concurso de Cafés de Águas da Prata – Prêmio Prefeito José Vilela Junqueira, aconteceu ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *