Início / Últimas Notícias / Gripe: Dia D de vacinação é neste sábado

Gripe: Dia D de vacinação é neste sábado

Gripe: Dia D de vacinação é neste sábado

Cinco pontos de vacinação fazem a vacina aos grupos prioritários da campanha

 

É neste sábado, 12 de maio, o Dia D de vacinação contra a gripe em todo o Brasil, quando haverá o mutirão para vacinação aos grupos prioritários. Em São José do Rio Pardo o mutirão tem equipes da saúde trabalhando no PSF Vale do Redentor, PSF Cassucci, PSF Domingos de Sylos, PSF Vila Formosa/São Domingos e Centro de Saúde. Os postos de vacina funcionam das 8 às 17 horas. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3682-9389.

Iniciada no dia 23 de abril em todo o país, a campanha nacional de vacinação contra a gripe, que inicialmente foi direcionada a idosos e funcionários da saúde, entrou depois em nova etapa. Nela foram incluídas crianças menores de 5 anos, gestantes, puérperas (que tiveram filho recentemente). Até o dia 3 de maio haviam sido vacinadas 3.351 pessoas no Centro de Saúde de São José do Rio Pardo, fora os que receberam a vacina no Cassucci e Vale do Redentor.

Agora, a partir desta semana, está incluído um novo público alvo: os que têm comorbidades (mais de uma doença), professores e funcionários da educação, os reclusos (detentos) e ainda todos os grupos anteriores.  As vacinas no Centro de Saúde são aplicadas sempre das 07h30 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. A procura este ano, em São José, vem sendo considerada melhor que em relação a 2017, com tendência a aumentar por conta da inclusão do grupo de pessoas citado acima.

Contraindicação

Gisele Cristina Santos Flausino, enfermeira e coordenadora da Vigilância em Saúde em São José do Rio Pardo, explicou a contraindicação à vacina, ou seja, pessoas que devem evitar ser vacinadas:  alergia comprovada a ovo e possível reação anterior à vacina. “A vacina é segura, não provoca doenças e nem reação muito acentuada. O que pode acontecer, de acordo com o sistema imunológico de cada pessoa, é ter uma pequena febre em até 72 horas após a aplicação”, comentou.

A campanha vai até 1º de junho (caso não seja estendida por decisão do Ministério da Saúde) e a vacina é considerada muito importante porque dura apenas um ano. Quem foi vacinado em 2017 não está imunizado este ano e necessita receber uma nova dose.

Gisele Flausino

A enfermeira Gisele Flausino: “Vacina é segura e não provoca doenças”

Moradora recebe a vacina no Centro de Saúde: procura é grande este ano

Confira também

O Judiciário no olho do furacão

O Judiciário no olho do furacão   A emocionalidade e a vitimização criadas ao redor ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *