Início / Últimas Notícias / É oficial: cidade é ‘de interesse turístico’

É oficial: cidade é ‘de interesse turístico’

É oficial: cidade é ‘de interesse turístico’

 

São José teve a documentação aprovada e já Município de Interesse Turístico

 

São José do Rio Pardo já está fazendo parte do rol de municípios paulistas integrantes do MIT – Município de Interesse Turístico. A inclusão da cidade aconteceu quarta-feira, 28 de fevereiro, na Secretaria Estadual de Turismo, onde o atual secretário municipal da pasta, Paulo Vedovatto, protocolou os últimos documentos necessários.

 

Ele foi recebido pelo secretário estadual Fabrício Cobra e, logo após, este anunciou que São José do Rio Pardo estava tecnicamente aprovado como Município de Interesse Turístico. Trinta novas cidades são aprovadas anualmente como integrantes do MIT.

 

Depois de passar pela Secretaria Estadual de Turismo, a recomendação de que estes municípios passem a ser oficialmente considerados MIT tramitou pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP). Após a votação e aprovação pelos deputados estaduais, os 30 municípios, incluindo São José do Rio Pardo, são agora considerados MIT.

 

O deputado estadual Barros Munhoz foi um dos que se empenhou por São José, assim como Silvio Torres (federal). Cada município considerado MIT recebe uma verba anual de até R$ 600 mil por ano, para obras de infraestrutura turística.

 

Início em 2015

 

As ações rio-pardenses em busca da classificação como MIT tiveram início na gestão passada, em 2015, quando o prefeito era João Santurbano, época em que o secretário municipal de turismo em São José era Henrique Torres. Foi dele o trabalho para aprovar, no âmbito municipal, o Plano Diretor de Turismo, quesito necessário para pleitear junto ao governo estadual a inclusão no MIT. Henrique chegou a entregar pessoalmente ao atual prefeito Ernani Vasconcellos a documentação contendo todo o trabalho que foi feito naquela ocasião. Barros Munhoz foi também contatado e solicitado a cooperar junto a Assembleia Legislativa.

 

Paulo Vedovatto, feliz com a conquista, comentou: “A gente gostaria de agradecer muito o empenho do deputado Barros Munhoz, do deputado Silvio Torres, do ex-secretário de turismo de São José do Rio Pardo, Henrique Torres, e todos que contribuíram para que este projeto desse certo. Este projeto não começou agora e sim em 2015, tendo sido feito um levantamento turístico no município por um turismólogo profissional, que veio de São Paulo com sua empresa. Depois fomos adequando o que a Secretaria de Estado e o MIT exigiam”.

 

Contur recriado

 

A Câmara Municipal aprovou terça-feira, 27 de fevereiro, um projeto de reorganização do Comtur – Conselho Municipal de Turismo, para readequar o órgão diante das exigências que a Associação de Municípios de Interesse Turístico requer atualmente. Paulo Vedovatto, atual secretário de turismo em São José, ficou satisfeito e, no dia seguinte, 28, já levou a São Paulo documento comprovando a reorganização do Contur e demais documentos requisitados.

 

“Estamos tentando tornar São José do Rio Pardo um município que possa trazer turistas, pessoas que venham visitar e levem o que a cidade tem de mais bonito, de mais importante, como o nosso turismo cultural ou ecológico. Temos muita coisa para ser desfrutada aqui, mas

 

não temos verbas efetivas para investir nisso. Esse projeto do governo com os municípios de interesse turístico confere a cada cidade uma verba anual de até 600 mil reais para ser investida na infraestrutura turística. Depois a gente irá pleitear a classificação como Estância Turística, que é um degrau acima e que confere aos municípios verbas de até 3 milhões por ano, apresentando projetos”, comentou.

 

Consórcio regional

 

Vedovatto também destacou que São José está tentando entrar no consórcio regional de turismo, que envolve o Sul de Minas e o Leste Paulista, com cidades como Poços de Caldas, São João da Boa Vista e outras. “É um turismo regional, tentando trazer pessoas da própria região para frequentarem aqui”, disse ele.

 

Com a aprovação do projeto readequando o Contur, Vedovatto espera poder contar com todas as entidades integrantes do Conselho Municipal de Turismo em São José. Elas serão contatadas para que ocorram reuniões e, a partir destas, ações sejam decididas para alavancar o turismo rio-pardense. Os pontos turísticos principais deverão ser mais explorados: a ilha, o Cristo, o Museu, a Biblioteca, a Casa Euclidiana, as cachoeiras, as fazendas de café, roteiros da pinga e da gastronomia, etc.

 

O Contur, segundo ele, continua sob a presidência de Luciana Germek. Com a reorganização aprovada pela Câmara, mais interessados da iniciativa privada poderão participar do Conselho e, com isso, terão mais força de voto. Antes da aprovação havia uma paridade entre os participantes do órgão, com o poder público dividindo com a iniciativa privada as decisões.

Confira também

O Judiciário no olho do furacão

O Judiciário no olho do furacão   A emocionalidade e a vitimização criadas ao redor ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *