Início / Regionais / Peça ‘Suassuna’ retorna após sete anos

Peça ‘Suassuna’ retorna após sete anos

Peça ‘Suassuna’ retorna após sete anos

Atores se apresentaram em São João, onde ocorre o 5º Festival de Teatro Amador

 

Com a peça “Suassuna – O poeta da cultura popular”, o Núcleo Cênico de Artes da Fábrica de Expressão foi uma das atrações no 5º Festival Regional de Teatro Amador de São João da Boa Vista, que começou dia 20 e irá até o dia 1º de setembro. O grupo rio-pardense se apresentou nesta sexta-feira, 24, às 20h30, no Theatro Municipal de São João da Boa Vista.

A apresentação dos atores rio-pardenses foi um dos 17 espetáculos previstos para o evento em São João, com peças adultas e infantil. Todas as apresentações ocorrem no Theatro Municipal, um dos mais antigos do Brasil e palco de grandes eventos do passado.Também no presente ele vem sendo usado intensamente, após a restauração a que foi submetido anos atrás.

Grupos teatrais de São João, Aguaí, Caconde, Espírito Santo do Pinhal, Mococa, Mogi Mirim e São José do Rio Pardo foram inscritos para esta quinta edição do Festival, com as peças sendo apresentadas em três horários: 15h, 17h e 20h30. O objetivo do evento é difundir a arte teatral, conscientizar e incentivar novos talentos, além de prestar homenagens à renomada dramaturga e diretora Leilah Assumpção. Embora nascida em Botucatu (SP), em 1943, a artista tem forte ligação com São João da Boa Vista, desde os tempos de infância.

O desempenho dos participantes está sendo avaliado por um corpo de jurados formado pelo ex-diretor de Cultura de São João e produtor teatral, Beto Simões; e por Pedro Guilherme, ator, diretor, dramaturgo e roteirista. Bem qualificados e com conhecimento na área, os dois irão avaliar os quesitos de melhor iluminação, figurino, maquiagem, cenário, sonoplastia, produção executiva, atriz revelação, ator revelação, atriz coadjuvante, ator coadjuvante, melhor atriz, melhor ator, melhor diretor, melhor texto adaptado ou inédito e Troféu DCT (Departamento de Cultura), concedido a uma entidade ou personalidade que tenha se destacado na área cultural. Aos melhores colocados, a Prefeitura oferece premiação em troféus.

Programação

Artistas amadores de Mococa e Caconde se apresentaram no início desta semana. Ontem, como já mencionado, foi a vez do Núcleo Cênico de Artes da Fábrica de Expressão, de São José do Rio Pardo, exibir o espetáculo “Suassuna – O Poeta da Cultura Popular”.

As apresentações continuarão na próxima semana, até as premiações ocorrerem, no dia 1º de setembro, dentro dos critérios mencionados anteriormente.

Suassuna

O espetáculo rio-pardense é resultado do trabalho do professor de teatro Mauro Posso, que voltou a destacar a Fábrica de Expressão como celeiro de produção teatral. A apresentação marca a volta de uma produção local aos palcos da região, o que não acontecia desde 2011.

A peça, que é homenagem ao escritor e dramaturgo paraibano, Ariano Suassuna (1927- 2014), é uma comédia para retratar os muitos tipos de personagens criados por ele nas suas várias produções literárias ou teatrais: artistas, engraçados, ingênuos, românticos, ora soberbos, interesseiros, gananciosos e egoístas, na qual todos serão julgados por seus comportamentos de uma forma muito bem-humorada.

O elenco da peça Suassuna é formado por: Rafael Abichabki, Guilherme Zanetti, Tilara Siqueira, Maicon Tardelli, Taísa Cândido, Danilo Janeiro, Alice Moraes, Marco Antonio, Ivete Ricci.

As apresentações teatrais tiveram início esta semana e irão até 1º de setembro

Nesta foto de Pedro Júlio, um dos momentos de Suassuna (obra de Ariano Suassuna)

 

 

Divinolândia recebe projeto  ‘Conexão Sustentável Alcoa’

Divinolândia recebeu, entre os dias 21 e 24 de agosto, as atrações da quarta edição do Conexão Sustentável Alcoa, projeto que leva cinema e teatro gratuitos a diversos pontos do país. A iniciativa busca conscientizar o público sobre a importância da sustentabilidade e inclui ainda oficinas de reciclagem. A programação é toda gratuita. Antes de Divinolândia foram visitadas as cidades de Andradas (MG) e Poços de Caldas (MG).

Essa é a primeira etapa do projeto aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura. Além de Minas Gerais e São Paulo, o Conexão Sustentável Alcoa vai passar também por São Luís, no Maranhão, e Juruti, no Pará. Nessas localidades, a população será convidada a visitar o Palco Móvel, arena que abriga até 250 pessoas.

Dois grupos são responsáveis por divertir o público com apresentações teatrais. A Cia Casa do Bispo Atelier, de Gramado (RS), encena o espetáculo “Era uma vez… Super-Heróis e Liga do Planeta Sorriso”, que aborda o consumo consciente de forma bastante divertida. Já o Palhaço Félix e Cia, de Canela (RS), apresenta “Não se lixe pro lixo”, com palhaços que ensinam a economizar água e reciclar o lixo ao mesmo tempo que divertem o público com a arte circense. Enquanto aguarda as atrações culturais, o público pode se divertir usando tablets com jogos educativos disponíveis na estrutura da arena.

De agosto a novembro serão visitados cinco estados e promovidas 168 apresentações de teatro e 84 sessões de cinema. “Nosso propósito é disseminar cultura. Vamos percorrer milhares de quilômetros para cumprir essa tarefa e estamos bastante entusiasmados com a possibilidade de levar teatro e cinema a localidades mais remotas ”, diz Jefferson Bevilacqua, diretor da Magma Cultura, produtora do projeto.

Atores da Cia Casa do Bispo encenam peça sobre super heróis

Oficina de teatro e expressão corporal em Águas da Prata

Uma aula que não é aula. Sem cadeiras, sem cadernos. O participante é o autor da história e escreve com canções e com expressão corporal. Essa é a proposta da oficina Cantando Histórias, ministrada pela atriz Eleonora Ducerisier.

A ideia é oferecer um exercício para quem deseja se expressar e conhecer mais o teatro e expressão corporal; além disso, a oficina possibilitará momentos de descontração e companheirismo.

Cantando Histórias se realiza em Águas da Prata nos sábados 25/8, 1/9, 8/9 e 15/9, das 9h às 12h e das 14h às 17h. São apenas 20 vagas e o critério de seleção é a ordem de inscritos. A única exigência para participação é ser maior de 16 anos.

A oficina se realizará na escola municipal do bairro da Cascata Emeb José Marcello de Almeida, bairro Estação Cascata, em Águas da Prata. Inscrição e informações com Eleonora, pelo whastapp (16) 9 8147 1478.

 

Confira também

Orquídeas e Festival de Cachaça em dezembro

Orquídeas e Festival de Cachaça em dezembro Será a sétima edição da Exposição de Orquídeas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *