Início / Policiais / Homem tentou se matar e será preso. Leiam esta e outras noticias policiais

Homem tentou se matar e será preso. Leiam esta e outras noticias policiais

Homem tentou se matar e será preso

A prisão é por porte ilegal de arma de fogo e não pagamento da fiança

 

A Polícia Militar compareceu na noite de 29 de novembro ao Pronto Socorro, onde um homem havia dado entrada após tentar se matar com uma arma de fogo.

No local os PMs ouviram o depoimento de um homem de 49 anos, JAP, que disse que seu filho JPPN teria tentado se matar com um revólver Taurus calibre 32, após atirar contra seu próprio abdômen. JAP disse também que o filho é usuário de drogas e álcool e que estava passaria por um procedimento cirúrgico.

Os policias foram com JAP até o Sítio Santa Rita, onde tudo teria acontecido. A arma foi achada e estava guardada em uma gaveta de uma cômoda. No chão da copa, sinais de sangramento.

A arma foi apreendida e levada até a delegacia de polícia, onde foi lavrado B.O. contra JPPN por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de suicídio. Foi arbitrada fiança no valor de um salário mínimo, que não foi paga.

JPPN permaneceu internado após a cirurgia, mas sob escolta policial.

 

Atropelador do policial  sentenciado a 16 anos

Foi condenado esta semana a 16 anos de reclusão (prisão em regime fechado), mediante júri popular realizado no salão do júri do Fórum em São José do Rio Pardo, o homem que, no dia 21 de julho de 2016, atropelou um policial militar no Jardim Aeroporto.

Ele estava preso desde o dia 22 daquele ano, aguardando julgamento. O homem foi preso naquele dia acusado de dirigir seu carro bêbado e com drogas no veículo. Ele já tinha uma acusação de homicídio, que teria cometido em outra cidade.

 

Assassino da enfermeira em Casa Branca pega 32 anos

 

O caldeireiro Carlos Alexandre Gomes, de 27 anos, acusado de assassinar a enfermeira Lilian Kelly da Silva, de 38 anos, em Casa Branca, no ano de 2017, foi condenado a 32 anos e 8 meses de prisão.

Segundo o promotor do Ministério Público, Marcos Tadeu Rioli, o julgamento foi realizado no dia 27 de novembro no Fórum Criminal Ministro Costa Manso e durou mais de 11 horas. Da decisão, porém, ainda cabe recurso.

O assassinato aconteceu em abril de 2017. A mulher foi atingida com três tiros nas costas. Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu próximo à Santa Casa, onde Lilian trabalhava. Testemunhas relataram à polícia que teriam visto o ex-companheiro da enfermeira efetuar os disparos. O suspeito se entregou à polícia quatro dias depois do assassinato e foi levado para a cadeia da cidade.

Diante das diligências, o advogado dele fez um acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e o homem se apresentou com a suposta arma do crime, um revólver calibre 38.

Gomes responderá em regime fechado por homicídio triplamente qualificado.

FOTO Polícia Casa Branca – Foto de  Ary Molinari/Polícia em Ação e Reprodução/ Facebook

Lilian Kelly da Silva foi assassinada neste local, em Casa Branca

 

Aluna briga com professor e morde o braço de funcionária

A Polícia Militar compareceu na tarde do dia 29 de novembro a uma escola na Rua José Calsone, do Vale do Redentor II. Lá a funcionária pública LSB disse que estava no corredor da escola quando foi avisada por alunos que estaria ocorrendo um briga dentro de uma sala de aula.

Ela afirmou que ao chegar na sala viu que uma aluna estava agredindo um professor e, ao tentar separar a briga, levou da aluna uma mordida no braço direito. A funcionária foi orientada a fazer laudo médico decorrente da lesão.

A aluna não foi encontrada pela polícia para passar a sua versão.

 

 

Comprou coisas roubadas e foi preso

Na tarde de 28 de novembro um homem de 29 anos, AFC, foi preso na Rua Mário Agenor Martins, no Jardim São Bento, pela receptação de objetos roubados. Tudo teve início quando um homem de 40 anos, AAS, entrou em contato com a polícia em data anterior informando ter sido vítima de roubo de alguns objetivos em uma casa de sua propriedade, na Fazenda Santa Delfina, e que ao passar pela Rua Mário Agenor Martins notou em uma residência uma caixa de som, que reconheceu como sendo sua.

Ele chamou a polícia e ela questionou AFC, que confirmou ter comprado por R$ 45,00 não apenas as caixas de som como também: dois ventiladores, um transformador, duas varas de pescar com carretilha e um medidor de temperatura. Ele recebeu voz de prisão por receptação e foi conduzido à delegacia de polícia, onde permaneceu preso. Foi fixada a fiança no valor de um salário mínimo, que não foi pago. Os objetos apreendidos foram devolvidos ao dono.

 

 

Sequestrou e jogou o filho no rio;foi pego e quase linchado na rua

Uma ocorrência na sexta-feira da semana anterior, 23 de novembro, quase terminou em dois fatos trágicos – morte de uma criança jogada no rio e linchamento do pai e autor desse ato cruel. A criança, felizmente, foi resgatada a tempo e o autor, após ser salvo pela polícia e levado ao Pronto Socorro com ferimentos, foi preso.

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma solicitação de sequestro de criança. Em contato com a mãe, MAG, de 28 anos, ela disse que o pai da criança, que tem 4 anos, o tirou de seus braços e tomou rumo ignorado em uma motocicleta. Disse ainda que ele não aceita a separação entre eles e que estaria fazendo ameaças, até exigindo dinheiro para liberar a criança.

O sargento Gilmar e o soldado Cândido foram à chácara e acharam LAO numa das margens do rio. Ao vê-los, LAO soltou a criança dentro do rio e ela só não se afogou porque ficou segurando em um galho, enquanto o pai dela fugia nadando. O soldado Cândido saltou no rio e evitou que a criança fosse levada pela correnteza. No mesmo dia foi pedida a prisão preventiva de LAO, que estava foragido.

Quase linchado

Na noite seguinte, 24 de novembro, a Polícia Militar foi à rua São Francisco, no bairro Santo Antônio. No local a mão do menino, MAG, disse que seu ex-amásio esteve na sua porta e começou a ameaça-la.

Nesse momento, porém, ele foi reconhecido por populares, que ficaram sabendo da tentativa dele em matar a criança no dia anterior. Esses populares o pegaram e começaram a espanca-lo, só parando com a chegada da polícia. A mesma versão foi dada pelo irmão da mulher, CABG, de 36 anos.

No local os policiais encontraram LAO com várias lesões decorrentes das agressões sofridas e o levaram ao Pronto Socorro, onde permaneceu internado para depois ser preso. A moto dele, uma CG Titan 125, foi recolhida ao pátio porque as pessoas queriam destruí-la.

 

Confira também

Amigos do João Pedro Barbosa e do Djalminha farão jogo festa e beneficente dia 19-12-2018 no campo do Vasco

Amigos do João Pedro Barbosa e do Djalminha farão jogo  festa e beneficente dia 19-12-2018 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *