Início / Cidade / Show de Maria Alcina será nesta quinta, no Epidauro

Show de Maria Alcina será nesta quinta, no Epidauro

Espetáculo musical será no Teatro de Arena Epidauro, dia 13, às 20h, com entrada franca

Maria Alcina faz tributo a Luiz Gonzaga - SESC Santo André (por Vinicius Campos)
Maria Alcina faz tributo a Luiz Gonzaga – SESC Santo André (por Vinicius Campos)

O Circuito Cultural Paulista traz para São José do Rio Pardo, em parceria com o departamento de Cultura do DEC, o espetáculo musical “Asa Branca”, que está sendo apresentado em todo o Brasil em tributo ao mestre Luiz Gonzaga. O show será realizado no teatro de Arena Epidauro no dia 13 de agosto, quinta-feira, às 20 horas, com entrada gratuita.

A cantora mostra mais de 20 músicas que refletem bem a genialidade do compositor que mudou a história da MPB. Alcina é figura fundamental neste tributo por sua forma singular de cantar forró, divisão melódica única deste ritmo nordestino tão brasileiro. Acompanham Maria Alcina em “Asa Branca” percussão/bateria, violão e o acordeon de Olívio Filho. Esta formação trouxe a beleza da obra de Luiz Gonzaga e o arrojo que ela tem naturalmente. Alcina mostra logo na abertura “Asa Branca”, apenas com voz e acordeon, de forma tocante. É uma mistura de ritmos, emoção e alegria. No roteiro canções que se tornaram grandes clássicos da MPB, como: Sabiá, Que Nem Jiló, Assum Preto, A Vida do Viajante, Olha pro Céu, Na Sala de Reboco e muitas outras belezas.

Maria Alcina, que já esteve em São José do Rio Pardo em outras ocasiões, iniciou sua trajetória ao sair de Cataguases (MG), sua cidade natal e onde não havia muitas possibilidades de uma vida artística, para estabelecer-se no Rio de Janeiro. Seus primeiros trabalhos artísticos eram apresentações em Teatros de Revista, ao lado de Leila Diniz, e em casas de shows.

Após ganhar projeção nacional em 1972 com a canção Fio Maravilha, de Jorge Ben Jor, a cantora gravou composições de artistas consagrados como Rita Lee, João Bosco & Aldir Blanc e Eduardo Dusek.

Em 2003 surpreende o mundo da música gravando um CD com o grupo de música eletrônica Bojo, Agora, que lhe rendeu ainda mais prestígio junto aos críticos e shows por todo país e uma aparição em Berlim, em 22/09/2006, na Feira de Música Popkomn. Em 2009, Maria Alcina ganhou o Prêmio da Música Brasileira nas categorias de melhor cantora, melhor álbum e melhor produção, pelo disco Confete e Serpentina.

 Agende-se

Maria Alcina “Tributo ao Mestre Luiz Gonzaga”
Local: Teatro de Arena Epidauro

Data e Horário: 13 de agosto, quinta-feira, às 20h
Classificação indicativa: livre
Informações: (19) 3608-8858 ou (19) 3681-6424

Entrada Franca

Confira também

Alerta aos pais: na zona rural, abuso sexual virou ‘epidemia’

Segundo denúncia, abusos contra crianças de 5 a 9 anos são praticados por adolescentes Foto: ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *