Início / Cidade / Semente orgânica de milho já é vendida

Semente orgânica de milho já é vendida

Semente orgânica de milho já é vendida

De alta produtividade, ela é vulnerável à cigarrinha, alerta Rodrigo Vieira

 

Com o início das chuvas que vêm caindo nesta região do Estado, as Casas da Agricultura estão com sementes de milho para vender. A Casa da Agricultura de São José do Rio Pardo também está oferecendo essas sementes aos interessados no município, tendo recebido uma quantidade expressiva delas este ano.

“Nós recebemos boa quantidade, principalmente do milho da CATI para silagem, que é de alta produtividade e se equipara aos milhos de cruzamento simples que têm por aí e o preço é bastante acessível”, confirmou Rodrigo Vieira de Morais, zootecnista da CATI que atende na Casa da Agricultura do município.

“É uma semente melhorada, mas não um milho transgênico, não sendo resistente ao roundup (veneno) nem à lagarta. Mas é um milho que o produtor de São José e região já plantava há aproximadamente 10 anos e agora está retornando muito forte, tendo uma produtividade muito boa, sendo excelente para baixa e média tecnologia. Para produtor de leite, esse milho está sendo muito usado na região”, prosseguiu.

Origem do milho

Rodrigo explicou ainda que este milho é produzido a partir de uma seletiva conhecida por “seleção massal”, ou seja, de uma área plantada na qual são escolhidos os melhores pés e deles são colhidos milhos. Essas sementes são processadas e tratadas com terra, mas não com inseticidas, para que os princípios orgânicos permaneçam inalterados.

O zootecnista assegurou que a plantação de milho em São José e região é bastante grande e os produtores já estão cientes da disponibilidade deste tipo de semente. Um dos problemas enfrentados por eles, no entanto, é com as cigarrinhas, que atacam principalmente os plantios mais tardios, de novembro ou dezembro. A recomendação da CATI é que os produtores preparem bem a terra antes do plantio e façam um planejamento correto.

Para quem tem áreas de pivô e água disponível, Rodrigo aconselha que plantem tais sementes mais cedo. O clima quente atual, segundo ele, é recomendado para isso, mas para os que não têm as condições citadas antes é necessário escolher os materiais resistentes à cigarrinha. Caso a terra esteja próxima a outro plantio de milho, o recomendável é não plantar milho e sim outra lavoura. Uma sugestão é o sorgo, que é bem resistente à cigarrinha.

“O milho da Casa da Agricultura, além de ser pouco resistente à cigarrinha, sofre um dano considerável, com perda de 30% causada pela cigarrinha se for plantado numa região com muita incidência dessa praga”, alertou o zootecnista.

A compra das sementes oferecidas pela Casa da Agricultura pode ser feita mediante cartão, após cadastramento do produtor, ou mediante boleto, a ser pago em Casas Lotéricas. Há 100 sacos disponíveis para silagem, que servem também como milho verde, e 20 para grãos (próprios para plantio destinado à criação de galinhas, porcos ou até para produção de fubá). O telefone da Casa da Agricultura é 3608.5280.

Rodrigo e o lote de milhos disponíveis: semente é ótima, mas vulnerável à cigarrinha

 

Confira também

Papai Noel na Praça XV

Papai Noel na Praça XV O DEC promoveu na noite de sábado (8-12-2018) a chegada ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *