Início / Cidade / Movimento de oração é iniciado na cidade

Movimento de oração é iniciado na cidade

Desperta Débora inaugura primeiro encontro com um chá da tarde para mais de 100 mulheres

O pastor Ednilson juntamente com as precursoras do movimento no município, Tainá Bezerra, Sônia Jorge e Vanessa de Paula (Foto: Reprodução)

No sábado da semana passada, dia 12, o movimento nacional de oração Desperta Débora – Mães de joelhos, filhos de pé – promoveu o ‘Chá de Mulheres’ para implantar a organização em São José do Rio Pardo. O evento contou com a presença de mais de 100 mulheres, das quais 80 se comprometeram a participar efetivamente. Na ocasião, a coordenadora do movimento em São Paulo, Sísera Corrêa de Oliveira, proferiu uma palestra às participantes sobre a instituição.

De acordo com Sônia Cruz Jorge, coordenadora da ação no município, o encontro superou as expectativas do grupo, que é composto ainda por Vanessa de Paula e Tainá Bezerra. “O encontro foi muito bom, superou nossas expectativas. Compareceram mulheres do Amor Exigente, psicólogas, professoras, donas de casa. Muitas mulheres com o coração cansado e dispostas a se colocar na brecha pelos filhos da nossa cidade.”

Com o propósito de aproximar ‘mães intercessoras, biológicas, adotivas e espirituais’, o movimento busca fazer com que elas orem por seus filhos e pela juventude da cidade. “Esse movimento é um compromisso das mães de orarem por seus filhos e pela juventude de São José do Rio Pardo em suas casas durante 15 minutos por dia, no mínimo, e depois conversamos nas reuniões sobre os outros detalhes. Qualquer pessoa, mãe de qualquer religião, pode estar conosco. Não tem nada a ver com religião.”

De forma gratuita, as reuniões serão realizadas a cada 15 dias na Escola Supera. “Os proprietários também estão conosco nesse movimento e nos cederam o espaço para que pudéssemos nos reunir a cada 15 dias para iniciá-lo, porque oração já diz tudo: orar quer dizer ‘ligar o coração com Deus’ e ação significa ‘fazer projetos em favor do povo da nossa cidade’”, diz.

Segundo encontro

Após a primeira atividade do grupo, Sônia pretende marcar uma data para o segundo encontro, e afirma ter entendido ‘o quanto as pessoas estão carentes de atenção’. “Daqui por diante os jovens de São José do Rio Pardo serão colocados em oração diante de Deus, e isso faz toda a diferença!”

Ela ainda ressalta a importância da implantação do movimento no município. “Acho que é um ótimo momento para iniciarmos esse movimento, porque nossa cidade, nossos jovens estão ameaçados com tanta violência, tantas drogas, prostituição. Então, é um tempo novo das mães se levantarem, e eu as convido a participarem do Desperta Débora.”

Como surgiu

Segundo Sônia, a ação foi iniciada pelo pastor Jeremias Pereira da Silva. “Em 1995, ele foi a um congresso, uma consulta global sobre evangelização mundial, na Coreia. E um dos pontos altos desse encontro foi que ele viu a consagração de 100 mil jovens para missões naquela ocasião, onde a Coreia estava sofrendo muitas guerras, doenças, enfim, estava um terror. E durante essa consagração, foi feita uma menção de gratidão às mães que oraram por esses jovens. Então, nasceu no coração dele o sonho de ver algo semelhante aqui no Brasil. E assim, foi lançado o desafio do movimento de oração, que é um despertamento, e sem oração não há despertamento.”

O nome ‘Desperta Débora’ se deve a uma leitura da Bíblia. “Ele veio da leitura de Juízes 5: 7-12, na Bíblia, em que Débora foi uma juíza que se levantou como mãe para defender Israel, que era sua nação. No texto, ela desafia a si própria dizendo: ‘Desperta, Débora, desperta. Acorda!’.”

O interesse da coordenadora pelo movimento surgiu graças ao pastor Ednilson Souza, que a convidou a fazer parte do ministério. “Ele me convidou para esse ministério e meu coração se alegrou muito”, lembra.

Fonte: Gazeta do Rio Pardo

Confira também

Aos 17, a vida interrompida pelas drogas

Sobrinha fala sobre a história da tia que passou 14 anos em coma por causa ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *