Início / Brasil & Mundo / Cantor Renan Ribeiro temia acidente como o do ídolo Cristiano Araújo

Cantor Renan Ribeiro temia acidente como o do ídolo Cristiano Araújo

Artista morreu na noite de domingo, após colidir com carreta na SP-147.
‘Pedia para que nunca acontecesse nada do tipo com ele’, diz produtor.

Renan Ribeiro foi um dos destaques do programa 'The Voice Brasil' (Foto: Fabio Rodrigues/G1)
Renan Ribeiro foi um dos destaques do programa ‘The Voice Brasil’ (Foto: Fabio Rodrigues/G1)

O produtor e amigo do cantor Renan Ribeiro, participante da última etapa do programa ‘The Voice Brasil’, lamentou nesta segunda-feira (30) a morte do artista, vítima de um acidente na Rodovia João Tozella (SP-147), em Mogi Mirim. “Tinha um futuro promissor e só passava coisas boas para nós, mas o destino não deixou que acontecesse o resto”, desabafou André Ricardo Nantes.

Nantes disse que conversava muito com o cantor sobre viagens, velocidade nas estradas e acidentes, e Renan Ribeiro sempre afirmava que precisavam ter muita atenção. “Ele dizia que não queria ter o mesmo fim que o ídolo, Cristiano Araújo. Falava sempre em ter cuidado e pedia para que nunca acontecesse nada do tipo com ele”, desabafou o produtor.

Mensagem
O semifinalista do programa morreu quando retornava para sua casa, em Conchal (SP), após ir a Mogi Mirim. A família ainda não sabe qual foi a causa do acidente.

Segundo o produtor, foi a única viagem que o sertanejo fez sozinho, já que ele sempre o acompanhava, e, meia hora antes da colisão, Renan lhe enviou uma mensagem dizendo que estava chegando.

“Ele falou que estava vindo com cuidado. Eu fiquei esperando a ligação dele dizendo que estava em casa, mas a que eu recebi foi de seu pai, falando sobre o acidente. É uma perda irreparável”, disse Nantes.

Agenda lotada
Renan Ribeiro estava com uma turnê marcada para a região Nordeste no mês de novembro, muitos shows agendados e pretendia lançar sua nova música, ‘Gatinha Manhosa’, em homenagem ao dia dos namorados, nesta segunda-feira (30). Sua última música gravada foi ‘Nhé Nhé Nhé’, com a dupla Bruno e Barretto.

“Estávamos lotados de coisas, ele estava pronto para estourar no país e estava tudo preparado. Ele era muito carismático com todo mundo, fazia de tudo para qualquer pessoa e sempre com a mesma simplicidade. Agora, só nos resta rezar por ele e pela família e focar nas inúmeras coisas boas que ele deixou por aqui”, concluiu Nantes.

Fonte: Do G1 São Carlos e Araraquara

Confira também

Amigos do Rio Pardo: grupo lançará Jornada de Negócios na FER

JONN será promovido pelas empresas 88 Mais FM, Difusora AM e Gazeta do Rio Pardo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *